InícioEspeciaisEspecial Proteção de Dados
Especial Proteção de Dados

Será justo serem as empresas, exclusivamente, a suportar mais um investimento para cumprir com normas legais?

Graças às novas regras de protecção de dados da União Europeia (UE), o Regulamento Geral de Protecção de Dados (RGPD), os europeus “têm mais controlo sobre o modo como os seus dados pessoais são recolhidos e utilizados, bem como uma melhor protecção caso os dados sejam divulgados”. O RGPD substitui a Directiva de Protecção de Dados Europeia de 1995.

No dia em que entra em vigor a nova lei sobre a proteção de dados a Associação Portuguesa de Bancos (APB) lançou este vídeo que poderá contribuir para o esclarecimento dos clientes bancários acerca do novo regulamento, nomeadamente, os novos direitos dos titulares dos dados e os deveres das entidades que processam dados pessoais.

"Este portal, sedeado no site do IAPMEI, mas com ligações disponíveis a partir dos sites dos restantes institutos, destina-se a apoiar o tecido empresarial português, particularmente as PME, no entendimento e eventual adoção de medidas necessárias para estar em conformidade com o regulamento europeu", explica o organismo do Estado.

Mafalda Duarte, Data Protection Officer da Liberty Seguros, abordou para o "Jornal Económico" o papel de um DPO no setor dos seguros. Entra hoje em vigor o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados.

Este guia mostra o potencial impacto financeiro de uma eventual violação de dados.

As empresas converteram-se em guardiões dos dados dos clientes e o RGDP considera que também é sua obrigação utilizarem esta informação no melhor interesse daqueles.

A partir do próximo dia 25 de maio, sexta-feira, os serviços e sites terão de agir de acordo com a nova legislação.

/