12 pessoas retidas na Madeira, entre elas crianças e idosos “sem medicação”

PSD está a tentar viabilizar viagens no Lobo Marinho mas só há lugares para a manhã. "Silêncio ensurdecedor" da Binter e do Governo da República causa revolta .

12 pessoas continuam retidas no Aeroporto da Madeira, sem conseguir regressar ao Porto Santo. Entre elas, “crianças e idosos sem medicação”, alertou, esta sexta-feira, o grupo parlamentar do PSD Madeira.

Se a Binter não realizar o voo da tarde para a Ilha Dourada, os social-democratas estão a tentar negociar passagens no Lobo Marinho amanhã de manhã. Hoje, todos os lugares já estão preenchidos.

O Grupo Parlamentar do PSD realizou, esta tarde, uma conferência de imprensa junto ao Aeroporto do Porto Santo para revelar a sua profunda apreensão para com as pessoas que não conseguiram regressar a casa.

Bernardo Caldeira, deputado eleito pelo Porto Santo, lamentou o “silêncio ensurdecedor” da Binter, que até ao momento não esclareceu nem o Governo, nem a Câmara portossantense sobre o porquê dos cancelamentos, e do Governo da República responsável pela atribuição da concessão à companhia aérea espanhola.

“Lamentamos que as pessoas sejam lançadas desta forma à sua sorte”, critica Bernardo Caldeira.