18 mil empregos para portugueses e luso-descendentes que queiram sair da Venezuela

O secretário de Estado das Comunidades afirmou existirem 18 mil empregos para portugueses que queiram sair da Venezuela e regressar a Portugal.

Os portugueses e lusodescendentes a viver na Venezuela que queriam regressar a Portugal terão à sua espera um emprego, garantiu o Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro.

Em declarações à TSF, o secretário de Estado explicou que há 18 mil vagas de emprego e que essas oportunidades estarão abertas a todos aqueles que tenham intenção de voltar a Portugal ao abrigo do programa ISP Venezuela, que deve ser apresentado nos próximos dias.

José Luís Carneiro, que está durante esta semana a visitar mais uma vez a comunidade portuguesa na Venezuela, lembrou que os apoios do Estado português aos cidadãos a viver no país sul-americano também estão disponíveis na área da saúde.

Na semana passada, foi anunciado que o governo português chegou a acordo com o executivo venezuelano sobre o tipo de apoio que pode ser prestado aos portugueses afetados pela crise no país. Até aqui, a ajuda chegava à Venezuela de forma discreta e via embaixada e rede consular, mas agora vai passar a estar associada a um projeto específico, o Projeto Rede Portuguesa de Assistência Médica e Social.

José Luís Carneiro, de visita à Venezuela, diz que desde julho encontra mais emigrantes com interesse em regressar a Portugal do que em visitas anteriores.

Relacionadas

Engenheiro português assassinado na Venezuela

A vítima, segundo o diário El Universal, trabalhava para a empresa Digitel, uma das mais importantes operadoras de telefonia móvel da Venezuela.

Luso-venezuelanos querem regressar à Venezuela

Os luso-venezuelanos estão a passar mais tempo na Madeira, mas na perspetiva de regressar à Venezuela, disse o secretário regional da Educação, Jorge Carvalho.

Venezuela: Secretário das Comunidades de Portugal visita país mudado pela crise

O secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, inicia este sábado, 6 de outubro, uma visita de seis dias à Venezuela, um país que a comunidade lusa local explica ter mudado drasticamente nos últimos meses, desde logo pela crise generalizada.
Recomendadas

Os ginásios e a “famosa” fidelização

Não se deixe iludir por promoções ou outro tipo de ofertas. Veja se são verdadeiramente vantajosas ou se contêm alguma “armadilha”. Pagando um ano logo à partida, analise as condições de reembolso caso tenha necessidade de desistir a meio.

Caução devolvida ao inquilino pode ser inscrita como gasto no IRS

A caução devolvida ao inquilino, na totalidade ou em parte, pode ser inscrita como gasto suportado e pago pelo senhorio, no anexo F da declaração de IRS do ano em que foi feita a devolução, esclarece o Fisco.

Taxas Euribor sobem a três meses, mantêm-se a seis e caem a 12 meses

As taxas Euribor subiram esta quinta-feira a três meses, mantiveram-se a seis e desceram a 12 meses em relação a ontem.
Comentários