PremiumBastonário dos Advogados: “Só foi possível baixar quotas porque reduzimos muito as despesas”

O porta-voz dos advogados salientou ao Jornal Económico que as medidas vão além do estipulado no programa, com a criação do novo escalão. Do Dia do Advogado ao contencioso, eis onde a Ordem cortou.

Cristina Bernardo

Os advogados deverão começar a pagar menos quotas para a Ordem já a partir do início do próximo ano. A proposta, aprovada em conselho geral, ainda requer a ‘luz verde’ da assembleia geral a 15 de outubro, mas a proposta apresentada não sofrerá mais alterações. O bastonário da Ordem dos Advogados (OA) disse ao Jornal Económico que esta sugestão só foi possível graças a uma forte redução nas despesas da entidade.

Artigo reservado a assinantes do Jornal Económico. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor. 

 

Recomendadas

Centeno faz balanço da legislatura com enfoque na “credibilidade” da política orçamental

“Trouxemos credibilidade à política orçamental portuguesa”, enalteceu o ministro das Finanças, lembrando os tempos em que as metas não eram cumpridas e sucediam-se os orçamentos retificativos. Questionado sobre a sua continuidade no Governo, Centeno não desfez o tabu. “Foi o último Orçamento do Estado que apresentei porque acabei de o apresentar”, respondeu.

FESAP: ”É um orçamento de continuidade e sem grande novidade”

”O Orçamento de Estado dá continuidade ao período mais longo da democracia sem qualquer aumento salarial. Não podemos estar contentes. É uma desilusão a ausência de propostas concretas.” revelou João Abraão, em declarações ao Jornal Económico.

Verdes estão certos de que “sozinho, o PS traria muito menos investimento”

Apesar de admitir que os valores de investimento previstos estão abaixo dos consagrados no OE2015, no então governo do PSD, a deputada Heloísa Apolónia garante que este aumento “já é significativo”.
Comentários