50 milhões para cada. Colaboradores do WhatsApp vão ficar multimilionários este ano

Cada funcionário do aplicativo de mensagens instantâneas receberá ações do Facebook avaliadas em 50 milhões de euros.

Dado Ruvic/REUTERS

Nem o Real Madrid, nem o Barcelona, ​​nem o Manchester United. Ninguém adicionará tantos bilionários nos próximos meses como o aplicativo de mensagens WhatsApp.

Em 2014, o Facebook aceitou comprar o Whatsapp por 11,6 mil milhões de euros em dinheiro e ações. Do total, 2,9 mil milhões foram pagos em numerário e 727 mil euros em ações da rede social. O acordo também incluia 2,3 mil milhões ou mais em ações restritas para fundadores e funcionários do Whatsapp, durante quatro anos, com base na California Menlo Park, revelou na altura o Facebook em comunicado.

Agora, chegou a altura de cumprir a promessa. De acordo com as condições, este é o ano em que cerca 50 funcionários do WhatsApp terão direito a 50 milhões de euros.

Esta foi uma das condições impostas por Mark Zuckerberg para evitar que a saída de talentos do aplicativo de mensagens. O Facebook exigiu que a entrega aos funcionários dessas ações fosse feita apenas para aqueles que permanecessem na empresa até 2018.