60 expositores na VII edição da Expomar 2018

O número de participantes desta edição não deferência do ano passado, “60 expositores distribuídos por 79 stands e com forte presença de Portugal e Espanha” diz Gil Costa, Presidente da Feira Internacional de Cabo Verde (FIC), entidade responsável pela organização.

A ilha de São Vicente recebe de 11 a 13 de outubro a VII edição da Feira das Atividades Económicas Ligadas ao Mar (Expomar), sob o lema “Os oceanos fontes de oportunidades e crescimento sustentável”.

O número de participantes desta edição não deferência do ano passado, “60 expositores distribuídos por 79 stands e com forte presença de Portugal e Espanha” diz Gil Costa, Presidente da Feira Internacional de Cabo Verde (FIC), entidade responsável pela organização.

Número que, segundo Gil Costa, vai de encontro às perspetiva de crescimento: “entre 1% a 3% para os próximos 3 anos” traçada a partir do ano passado quando a FIC assumiu a organização da Expomar.

Ao assumir a organização da Expomar  a FIC deu um “salto na realização do certame” uma vez que deixou de haver “incertezas se a feira   ia ou não acontecer, devido a problemas relacionados com financiamento, dos anos anteriores, em que a maioria das empresas eram subsidiadas para estarem presentes, agora cada empresa tem de assumir os custos para marcar presença” explica Gil Costa.

O Presidente da FIC salienta, no entanto, que a FIC não deixou de apoiar uma ou outra empresa do sector que é estratégico para o país e que não tenha possibilidade de estar presente na feira.

Quanto a reflexos na economia nacional, que a Expomar tem tido ao longo destes 7 anos, Gil Costa aponta que “neste momento o foco não está na promoção empresarial no sentido de rendimento das empresas, mas fazer da Expomar um espaço de visibilidade do que de melhor se faz no setor e só começar a pensar em rentabilidade para as empresas a seu tempo”.

À semelhança dos anos anteriores, a VII edição da Expomar, integra três componentes, exposição/mostra de produtos, serviços e de tecnologias com aplicação ao mar, encontros de negócios e conferências internacionais e workshops alusivos ao tema Economia Azul.

Uma das novidades desta edição é segundo o Presidente da FIC “a feliz coincidência” da Expomar com as comemorações dos 25 anos da Guarda Costeira de Cabo Verde, incorporando nas atividades alusivas ao tema, nomeadamente disposição de meios navais na praia da Laginha e sobrevoo de uma aeronave.

Os seminários que vão decorrer nos dois primeiros dias da FIC, 11 e 12, contarão com presenças de especialistas internacionais e de governantes do arquipélago, entre eles o ministro da Economia Marítima, o ministro da Defesa e o secretário de Estado Adjunto para a Economia Marítima.

Sectores como aquacultura, biotecnologia, bunkering, consultoria, construção e reparação naval, desportos náuticos, embarcações de recreio, investigação científica e formação, pesca industrial e desportiva, portos e logística, turismo de cruzeiros, transportes marítimos, segurança marítima e portuária e shipping, estarão em exibição.

A VII edição da  Expomar tem uma componente cultural com a presença de artesãos ligados à pesca artesanal e uma exposição de pintura do  artista plástico Kiki Lima.

Ler mais
Recomendadas

Cesária Évora homenageada em Cabo Verde na segunda-feira

A Associação Cesária Évora organiza em São Vicente um espetáculo, que designou de “Roda de Mornas”, para assinalar o sétimo aniversário do falecimento da cantora, a 17 de dezembro de 2011.

Presidente da CPLP defende que desafios nos direitos humanos ainda são “acentuados”

Jorge Carlos Fonseca mostrou a sua satisfação com o facto de hoje em dia as pessoas terem cada vez maior consciência dos seus direitos, e falando da CPLP adiantou que o “desfraldar” das bandeiras da declaração revela-se de grande relevância ao nível da Comunidade.

Presidente de Cabo Verde anuncia encontro da juventude da CEDEAO e da CPLP na Praia

O anúncio foi feito na abertura da celebração dos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, tendo como lema “Uma perspetiva da Juventude sobre a atualidade da Declaração nos seus 70 anos”, em Lisboa.
Comentários