A Web Summit é essencial para financiar a sua startup? Conheça as alternativas

A cimeira tecnológica terminou esta quinta-feira, mas não é caso para desesperar se não conseguiu contactar ‘aquele’ investidor ou estabelecer novas parcerias. Há plataformas de crowdfunding criadas portugueses que têm ajudado pequenas empresas a arrecadar o financiamento necessário.

A cimeira tecnológica Web Summit terminou esta quinta-feira, mas não é caso para desesperar se não conseguiu contactar ‘aquele’ investidor ou estabelecer novas parcerias. Além de no próximo ano – e nos nove seguintes – o evento estar de volta à Altice Arena e aos pavilhões da FIL, há plataformas alternativas que têm ajudado pequenas empresas a arrecadar milhões através de crowdfunding. O Economize apresenta-lhe alguns exemplos que poderão ser cruciais na altura de expandir o negócio.

GoParity

Esta plataforma de investimento em projetos sustentabilidade financia iniciativas na área das energias renováveis ou do turismo sustentável, por exemplo, tendo movimentado mais de 500 mil euros de investimento. Os empréstimos são a taxa fixa (tipicamente 4 a 6%), mas requerem uma avaliação prévia. Segundo explicou o fundador, Nuno Brito Jorge, ao Jornal Económico, a empresa só empresta para “projetos que geram retorno”. Recorde-se que este verão a empresa lançou também uma criptomoeda em Portugal que recompensa produção de energia solar, a SolarCoin.

Raize

É a maior bolsa de empréstimos nacional, em que são as pessoas que financiam as empresas, emprestando-lhes diretamente o dinheiro. Desde do seu lançamento em Portugal, a Raize já realizou centenas de operações de financiamento junto de microempresas e PME e prepara a sua entrada na bolsa de Lisboa. Atualmente, conta com mais de 19 mil investidores portugueses. Todas as operações de pagamentos, transferência e receção de fundos e cobranças são asseguradas pela Raize-Serviços de Gestão, uma instituição de pagamentos autorizada e supervisionada pelo Banco de Portugal.

Seedrs

Co-fundada pelo português Carlos Silva, a Seedrs tem atualmente 699 ofertas financiadas, que somam um total de 540 milhões de euros em campanhas na plataforma de equity crowdfunding desde o seu lançamento. Quanto a Portugal, contou com nove campanhas, entre as quais elencam a Homeit, a Agroop e a eSolidar. Na história da Seedrs, a campanha com maior sucesso foi a Zypho, que arrecadou 752,3 mil euros em maio de 2018, de 489 investidores, segundo os números mais recentes avançados ao Jornal Económico.

 

Ler mais
Recomendadas

Mercado imobiliário não vai abrandar mas sim normalizar

A promotora Habitat Invest vai investir mais de 240 milhões de euros este ano em oito novos projetos residenciais e vai colocar no mercado mais 495 frações habitacionais. Este ano, a empresa vai alargar a oferta para fora de Lisboa e para a classe média.

Patrões oferecem quase 10 mil euros por emprego para dois num farol da Califórnia

Se estiver interessado em trabalhar no histórico East Brother Light Station temos aqui o formulário para se candidatar.

Apostar nas grandes empresas para passar entre os ‘pingos da chuva’

Os mercados acionistas estiveram em alta nos últimos 10 anos. Aparentemente acabou um ciclo mas os analistas acreditam que um mercado em hipotética queda é uma oportunidade.
Comentários