Acordo entre EUA e Reino Unido cairá caso o Brexit prejudique acordo de paz entre as Irlandas

A presidente da Câmara dos Representantes nos EUA garante que um acordo bilateral entre os dois países será bloqueado caso o Brexit comprometa o acordo de paz entre a Irlanda e a Irlanda do Norte.

Alex Wong / Getty Images

As probabilidade de ficar assinado um acordo comercial entre os EUA e o Reino Unido serão nulas se o Brexit  prejudicar o acordo de paz entre a Irlanda e a Irlanda do Norte, referiu a presidente da Câmara dos EUA, Nancy Pelosi.

“Seja de que maneira for, o Brexit não pode pôr em perigo o acordo de paz, incluindo a fronteira entre a Irlanda e a Irlanda do Norte”, cita o The Guardian o comunicado de Pelosi, esta quarta-feira.

A nota chega depois de John Bolton, conselheiro de segurança nacional de Donald Trump, ter afirmado durante uma visita a Londres, esta semana, que o Reino Unido poderia assinar vários acordos de livre comércio com os EUA entre setores antes de se chegar a um acordo mais abrangente como forma de ajudar o país britânico a precaver para as consequências de um Brexit sem acordo, que está agendado para 31 de outubro.

Bolton afirmou que os micro-negócios, focados em indústrias como o fabrico de carros, poderiam ser negociados rapidamente, e insistiu que receberiam o apoio bipartidário no Congresso. “O resultado final é um acordo abrangente de comércio que cubra todos os bens e serviços comerciais”, explicou ele. “Mas, para chegar a isso, será necessário fazer isso setor a setor, e de maneira modular. Por outras palavras, podem começar por restringir as áreas onde será possível chegar a um acordo bilateral direta e mais rapidamente”, afirmou.

Tanto os republicanos quanto os democratas no Congresso já avisaram que qualquer acordo comercial entre os EUA e o Reino Unido seria quase certamente bloqueado se o Brexit afetasse a fronteira irlandesa e pusesse em risco a paz na Irlanda do Norte .

A questão é importante porque pretende evitar uma fronteira física nos 500 quilómetros entre a Irlanda do Norte e a República da Irlanda, a única fronteira terrestre entre a União Europeia e o Reino Unido, para garantir o respeito pelos acordos de paz de 1998 para a província britânica, que preveem a livre circulação de bens.

Ler mais
Recomendadas

Novo Presidente argentino quer agenda ambiciosa com o Brasil, para além da tensão com Jair Bolsonaro

O Presidente da Argentina, Alberto Fernández, destacou esta terça-feira no Brasil no seu discurso de posse no parlamento e pediu uma “agenda ambiciosa” apoiada pela história dos dois povos e não pela “diferença pessoal” com o seu homólogo brasileiro, Jair Bolsonaro.

Boris Johnson admite risco de falhar maioria absoluta nas eleições legislativas

Johnson aludiu às eleições de 2017, quando a antecessora Theresa May tinha uma vantagem nas sondagens mas acabou por não conseguir uma maioria de deputados na Câmara dos Comuns, precisando do apoio do Partido Democrata Unionista (DUP) da Irlanda do Norte para formar governo.

Boris Johnson recria cena da porta do filme “O amor acontece”. Hugh Grant já criticou vídeo

Na nova versão, o primeiro-ministro britânico pede o voto ao seu eleitorado para que o Reino Unido consiga avançar no processo do Brexit. Hugh Grant, que entrou no filme, já criticou o filme.
Comentários