Advogado Rogério Alves é a escolha de Frederico Varandas para “defender soberania do Sporting”

Frederico Varandas, ex-diretor clínico do clube, apresentou esta segunda-feira o ex-bastonário da Ordem dos Advogados, justificando uma sintonia de ideias naquilo que entende que é a necessidade de soberania do clube.

Frederico Varandas (C) chega para participar na assembleia geral de destituição dos órgãos sociais do Sporting, convocada pela mesa da assembleia geral, no Altice Arena em Lisboa, 23 de junho de 2018. TIAGO PETINGA/LUSA
Ler mais

O advogado Rogério Alves foi apresentado como candidato na lista de Frederico Varandas à presidência da Mesa da Assembleia Geral (MAG) do Sporting, com a função “de defender a soberania” do clube.

Frederico Varandas, ex-diretor clínico do clube, apresentou esta segunda-feira o ex-bastonário da Ordem dos Advogados, justificando uma sintonia de ideias naquilo que entende que é a necessidade de soberania do clube.

“É um dia marcante na nossa caminhada. Com a abertura da sede de campanha e o anúncio do nosso candidato a presidente da MAG. É uma pessoa muito respeitada no universo do Sporting, competente, sério e que vai defender os interesses do Sporting Clube de Portugal”, começou por dizer Frederico Varandas.

O ex-diretor clínico do clube, que se demitiu após os incidentes na Academia de Alcochete e em plena crise na gestão de Bruno de Carvalho, deixou muitos elogios ao antigo bastonário da Ordem dos Advogados.

“Vamos ter um grande sportinguista a defender a soberania do Sporting. Todos os sportinguistas vão dormir descansados porque teremos, espero eu, um presidente que vai defender a independência do Sporting. Obrigado por ter aceitado este convite”, acrescentou Varandas.

Na apresentação, Rogério Alves assinalou que gostaria de ver Frederico Varandas como “o presidente da nova era” e que é tempo de os sportinguistas estarem “unidos no interior, para serem imbatíveis no exterior”.

O advogado, que foi presidente da MAG ‘leonina’ no mandato de Filipe Soares Franco, disse que os associados deram uma demonstração cívica exemplar nos últimos tempos e explicou que aceitou o convite pelo seu amor ao Sporting.

Rogério Alves rejeitou fazer a crítica à anterior MAG, explicando que é tempo de se acabar com a “crucificação pública e sistemática uns dos outros”, que estão ali para unir e não para denegrir.

Em relação ao número de candidatos às eleições de 08 de setembro, num momento em que se perfilam também Tavares Pereira, Dias Ferreira, Pedro Madeira Rodrigues e Bruno de Carvalho, Frederico Varandas disse sentir orgulho, depois de os sócios terem manifestado vontade num clube livre.

“Os sportinguistas foram muito claros ao afirmarem (dia 23 de junho) que querem um Sporting dos sócios, livre. E aí sinto orgulho de ter feito parte dessa solução, de me ter candidatado, para estarmos aqui e de existirem mais cinco ou seis candidatos, porque houve alguém que deu a cara, houve alguém que disse que sim, houve alguém que lutou pelo Sporting”, referiu Frederico Varandas.

Em relação ao número de candidatos, o ex-diretor clínico sublinhou que a massa associativa do Sporting tem “grande discernimento e inteligência”, mas que está disponível para ‘agregar’ outras candidaturas.

“Acredito neste projeto, na minha equipa, acredito que vou por o Sporting a vencer, e para o fazer há coisas que não posso abdicar, os meus valores, a minha equipa e o rumo que quero levar. Agregar? Quem se quiser juntar a este caminho, há espaço”, indicou.

Na inauguração da sede, Frederico Varandas disse ainda não temer o estado das finanças do clube, estar preparado, que “nada o assusta”, e que dentro de dois dias vai ser conhecido o programa e a equipa.

A finalizar, o ex-clínico reiterou que José Peseiro – contratado por Sousa Cintra – será o seu treinador, com quatro jornadas disputadas até às eleições, e que no dia 09 de setembro será ele o seu treinador.

Quanto aos jogadores que rescindiram, Varandas disse também que o regresso de Bruno Fernandes é bem-visto e que na qualidade de candidato só pode ver com bons olhos o clube ter os melhores jogadores.

“É um grande jogador, com muito futuro e talento, se voltar é uma ótima notícia para o Sporting, será muito bem recebido e vai dar muito mais do que já deu”, referiu o candidato, acrescentando – no caso de Podence (que assinou pelo Olympiacos) – que irá defender acerrimamente os interesses do clube.

Em relação aos restantes jogadores que rescindiram, Frederico Varandas disse, a concluir, que gostaria que a comissão de gestão conseguisse até às eleições “trazer de volta desportivamente os jogadores”, mas, aos que entenderem que o caminho não passa pelo Sporting, não lhe restará outra solução se não a de defender ao máximo os interesses do clube.

Na inauguração da sede de campanha, na avenida Barbosa du Bocage, em Lisboa, Frederico Varandas contou com algumas figuras do ‘universo leonino’, como os ex-futebolistas Hilário, Carvalho, Juca e o atleta Fernando Mamede, entre outros.

Recomendadas
Sérvulo com nova sócia
Mafalda Ferreira Santos, ex-sócia da Cuatrecasas, junta-se à equipa de Contencioso Cível, Comercial e Arbitragem do escritório liderado por Paulo Câmara.
Linklaters e Garrigues partilham venda de ativos do Novo Banco
Consultora Alantra assessora processos de venda de ativos do Novo Banco, no valor global de 1,8 mil milhões de euros.
Andersen Global reúne-se pela primeira vez em Portugal para anunciar novo ‘board’
O advogado e ex-ministro português Luís Nobre Guedes é um dos 14 membros do Conselho Regional Europeu, anunciou esta sexta-feira a organização assessores financeiros e legais.
Comentários