PremiumAdvogados em palco na luta contra o cancro

A 26 de outubro, a Arena do Campo Pequeno, em Lisboa, recebe nove bandas em palco (e uma de juízes), com 14 escritórios envolvidos, no evento cujos donativos irão para a luta contra a leucemia.

Para o advogado coordenador do Rock ‘n’ Law, Francisco Proença de Carvalho, sócio da Uría Menéndez – Proença de Carvalho, o evento deste ano será uma festa “ainda mais especial”.

“A verdade é que o impacto desta iniciativa solidária foi sendo crescente e mobilizadora de cada vez mais pessoas, não só das sociedades, mas também da sociedade civil, onde estou a incluir todos os que se juntam à festa, mas também as empresas que se associam como patrocinadores. Orgulhamo-nos de, hoje, sermos uma ponte entre esta vontade de fazer a diferença na vida de quem mais precisa e as instituições que apoiámos ao longo destes anos”.

O advogado sublinha também que o setor privado tem um dever de solidariedade e que a sustentabilidade dos projetos de solidariedade social é indissociável desta esfera privada.

Em relação à edição deste ano, a maior da história do Rock ‘n’ Law,   há desde logo uma novidade. Além de nove bandas de advogados, a noite começa com um concerto de uma banda de juízes, os “Audiência Prévia”. “Este ano juntaram-se a nós com um entusiasmo que muito nos honra e mostra bem que, quando estamos a falar de ajudar os outros, todos falamos a uma voz”. Depois das bandas, a festa segue com um DJ “escolhido a dedo”.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

Recomendadas

Quem pode auditar os créditos do Novo Banco? PwC auditou em 2017, EY em 2018 e KPMG tem legado do BES

Qual é a auditora que tem independência para avaliar os créditos do Novo Banco? Depois da KPMG, da PwC e da EY, só resta a Deloitte das “Big Four” para fazer a grande auditoria aos créditos do banco desde os tempos do BES que os políticos pediram.

PremiumRui Barros: “Estamos a assistir a uma nova tendência: hiperpersonalização”

O responsável da Accenture Technology explica como as novas tecnologias estão a alterar a forma como vivemos e quais as grandes tendências a nível mundial.

Montepio pagou quase 1 milhão a advogados para defenderem Tomás Correia

O Banco de Portugal pediu ainda à instituição liderada por Carlos Tavares e Dulce Mota, informações concretas sobre as deliberações tomadas na Assembleia-Geral de 16 de março de 2018.
Comentários