Agência Europeia também está a investigar problemas nos novos aviões da TAP

Apesar de a Airbus ter inicialmente assumido que os enjoos se deviam ao facto de as aeronaves serem novas, agora as explicações já são mais completas. O fabricante já revelou que os dois problemas sentidos nos vos não estão relacionados.

Depois de a Airbus estar a investigar os estranhos casos de enjoos nos voos da TAP, a Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA) confirmou também estar a investigar os episódios reportados, noticia a TSF esta terça-feira.

A confirmação foi dada à rádio portuguesa depois de a Airbus ter enviado uma carta, datada de 7 de junho, à transportadora aérea portuguesa, onde admitia as falhas no A330neo. A EASA diz estar informada sobre os episódios das aeronaves e que os “especialistas estão à procura de informação para determinar as respetivas circunstâncias”.

Apesar de a Airbus ter inicialmente assumido que os enjoos se deviam ao facto de as aeronaves serem novas, agora as explicações já são mais completas. O fabricante, após investigações, sublinhou que os dois problemas não estão relacionados, e que se criou uma “task force” para perceber os cheiros que se têm sentido nos voos de longa distância.

As investigações já estão em curso e estão a explorar uma “exaustiva lista de potenciais causas”, estando o fabricante a aplicar “soluções mitigadoras ou permanentes”. A Airbus reforça que a “extensa investigação e análise” foi realizada por um laboratório independente que “sistematicamente demonstrou que não há riscos de contaminação do ar” tal como nos outros 1.400 aviões do modelo A330 que se encontram em operação, sendo o avião “seguro para voar”.

Relacionadas

TAP garante que qualidade do ar nos novos aviões “está dentro de todos os limites recomendados”

A TAP destaca que “não é possível estabelecer qualquer correlação entre a ocorrência de odores e os episódios de indisposição relatados”.

TAP afirma não há perigo para a saúde após testes aos aviões A330neo

Em carta enviada aos tripulantes, a companhia aérea informa que tem estado a monitorizar, em conjunto com a Airbus, as condições dos aparelhos, depois de nos últimos meses terem surgido queixas de tripulantes e passageiros por sentirem náuseas e um odor estranho a bordo.

Vómitos e enjoos nos voos da TAP incentivam tripulação a ponderar a convocação de greve

Ao sindicato SNPVAC já chegaram mais de 14 denunciais de indisposições nos novos voos dos novos aviões A330-900neo que estão a colocar em alvoroço os tripulantes de bordo da companhia aérea e que têm motivado várias reuniões de alto nível.

TAP confirma “casos pontuais de tripulantes com ligeiras indisposições” nos novos aviões

De acordo com relatos avançados pela TSF, a tripulação começou a sentir-se mal no fim do voo que tinha como destino o Brasil, e os pilotos foram vistos a utilizar as máscaras de oxigénio. A TAP confirmou hoje “casos pontuais de tripulantes com ligeiras indisposições” em alguns dos voos dos seus A330neo, garantindo ser uma situação “normal em aeronaves novas”.
Recomendadas
pedro-pardal-henriques

Motoristas avançam com greve ao trabalho suplementar no início de setembro

O sindicato dos motoristas de matérias perigosas vai entregar hoje o pré-aviso de greve ao trabalho suplementar, após não chegarem a acordo com os patrões. “O único regime em que as pessoas podem fazer trabalho suplementar sem receberem é a Coreia do Norte”, disse Pardal Henriques.

Adivinhar o futuro

É necessário o relançamento de uma política fiscal que favoreça a atividade empresarial, sobretudo que permita o incremento da competitividade.

Dividir Google, Amazon, Facebook, Apple e Microsoft: o Oriente agradece

Atualmente, quando se pensa na divisão das megaempresas para ganhar terreno no plano concorrencial, não se pode pensar apenas no plano económico, também importa pensar no plano geopolítico.
Comentários