PremiumAgência Portuguesa do Ambiente aprova cinco projetos com condicionantes

Centenas de milhões de euros de investimentos, concentrados nos setores portuário, aeroportuário e logístico, dependem de avaliações de impacto

São cerca de uma dezena de projetos de infraestruturas essenciais para o desenvolvimento económico de Portugal e todos eles exigem a respetiva aprovação ambiental. A grande dimensão destes empreendimentos pode ser atestada pelo facto de envolverem largas centenas de milhões de euros de investimento. Grande parte destes projetos é da responsabilidade de investidores estrangeiros. Centram-se nos setores portuário, aeroportuário e logístico, sendo de destacar o projeto relativo à transformação da base aérea do Montijo em aeroporto civil complementar ao aeroporto Humberto Delgado. Como o Jornal Económico (JE) noticiou em primeira mão a 4 de janeiro, este projeto, que deverá ser integralmente custeado pelo grupo francês Vinci, só irá para a frente quando a APA – Agência Portuguesa do Ambiente der um parecer favorável em termos de AIA – Avaliação de Impacto Ambiental.

De um conjunto de dez projetos elencados pelo JE, apurou-se que cinco deles já receberam luz verde da APA, embora com condicionantes. São os casos dos projetos de ampliação do terminal XXI, o terminal de contentores do porto de Sines, gerido pela PSA, de Singapura, assim como de um novo terminal de contentores no porto alentejano. Este terminal, designado de Vasco da Gama, deverá ser concessionado após um concurso público internacional, tendo já diversos grupos chineses manifestado o seu interesse.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

Relacionadas

Economia circular: um novo paradigma para os desafios atuais

Redução, reutilização e recuperação. São estas as palavras-chave para descrever aquele que deverá ser o novo paradigma: a economia circular.
Recomendadas

Compra pela Amazon? Vêm aí entregas mais ecológicas

”Shipment Zero” é o nome da iniciativa que inclui implementação de energias renováveis, entrega de encomendas em veículos elétricos e a disponibilização da pegada de carbono da empresa no final do ano.

Ministros europeus dos Negócios Estrangeiros reúnem-se para discutir alterações climáticas

Os ministros dos Negócios Estrangeiros da UE juntam-se hoje para debater a visão estratégica a longo prazo da Comissão para uma Europa neutra em termos de clima e apelam para uma acção urgente e decisiva para reforçar a resposta global face às alterações climáticas.

PAN quer monitorizar espécies cinegéticas e extinguir zonas de caça não ordenadas

O deputado André Silva apresentou um projeto de resolução que recomenda ao Governo “que assegure a realização de censos e monitorização das espécies sujeitas a exploração cinegética”. Também propõe extinguir as zonas de caça não ordenadas, substituindo-as por zonas de refúgio.
Comentários