Agências de viagens dizem que o “maior problema é a performance da TAP“

O presidente da Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT) afirma que “o maior problema” que estas empresas enfrentam atualmente é a TAP.

“Neste momento, a TAP à cabeça tem uma ‘performance’ de pontualidade muito, muito desagradável”, afirma Pedro Costa Ferreira em declarações à Lusa, a propósito do 44.º Congresso Nacional da APAVT que começa hoje, em Ponta Delgada, nos Açores.

Em julho, de acordo com a OAG, uma empresa que trata dados relacionados com a indústria da aviação, a TAP tem uma pontualidade de 47%, o que coloca a transportadora portuguesa em 181º lugar, em 201 companhias avaliadas.

O  presidente da Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT) afirma que “o maior problema” que estas empresas enfrentam atualmente é a TAP.

A verdade é que o ‘ranking’ da TAP de julho para setembro desceu de 181 para 186 em 198 companhias aéreas”, salienta Pedro Costa Ferreira.

A pontualidade será o facto mais importante para quem viaja em negócios e é um segmento “extremamente importante” para as agências de viagens, afirma o presidente da APAVT.

Em 15 de novembro, o presidente executivo (CEO) da TAP, Antonoaldo Neves, disse, em Vila Nova de Gaia, que os atrasos na TAP este ano custaram mais 40 milhões de euros do que em 2017.

Ler mais
Recomendadas

Jorge Alves foi eleito o melhor enólogo ano em Portugal em 2018

O prémio de Jorge Alves, o enólogo principal da casa desde 2012, atribuído pela revista ‘Vinho Grandes Escolhas’, ficou reforçado pelo destaque aos Mirabilis, dois grandes reservas tinto e branco entre os melhores vinhos do ano.

Empresa de engenharia Quadrante entra na África do Sul

A Quadrante vai desenvolver o projeto de estruturas do futuro ‘Centro Comercial Fourways Mall’, em Joanesburgo, uma obra que será realizada em parceria com a Mota – Engil.

OLI e Vista alegre ganham prémio internacional de ‘design’

O júri internacional reconheceu que a OLI, em parceria com a marca centenária de porcelanas, desafiou os limites do ‘design’, da sustentabilidade e da higiene no espaço de banho.
Comentários