Agências de viagens dizem que o “maior problema é a performance da TAP“

O presidente da Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT) afirma que “o maior problema” que estas empresas enfrentam atualmente é a TAP.

“Neste momento, a TAP à cabeça tem uma ‘performance’ de pontualidade muito, muito desagradável”, afirma Pedro Costa Ferreira em declarações à Lusa, a propósito do 44.º Congresso Nacional da APAVT que começa hoje, em Ponta Delgada, nos Açores.

Em julho, de acordo com a OAG, uma empresa que trata dados relacionados com a indústria da aviação, a TAP tem uma pontualidade de 47%, o que coloca a transportadora portuguesa em 181º lugar, em 201 companhias avaliadas.

O  presidente da Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT) afirma que “o maior problema” que estas empresas enfrentam atualmente é a TAP.

A verdade é que o ‘ranking’ da TAP de julho para setembro desceu de 181 para 186 em 198 companhias aéreas”, salienta Pedro Costa Ferreira.

A pontualidade será o facto mais importante para quem viaja em negócios e é um segmento “extremamente importante” para as agências de viagens, afirma o presidente da APAVT.

Em 15 de novembro, o presidente executivo (CEO) da TAP, Antonoaldo Neves, disse, em Vila Nova de Gaia, que os atrasos na TAP este ano custaram mais 40 milhões de euros do que em 2017.

Ler mais
Recomendadas

Digitalização vai criar oportunidades para surgimento de novas empresas de outsourcing

O Jornal Económico foi ouvir alguns ‘players’ do mercado sobre a forma como a transformação digital está a revolucionar o outsourcing. No que respeita a Portugal, a opinião é de que revela uma crescente atratividade enquanto plataforma tecnológica para o desenvolvimento de software e novas tecnologias, consultoria, investigação e conhecimento.

PremiumBLAST PRO SERIES: Vai andar tudo aos tiros na Altice Arena

Lisboa está a ser palco, pela primeira vez, palco do circuito mundial de torneios de jogos eletrónicos, ou ‘eSports’. Uma indústria em crescimento vertiginoso em todo o mundo, que movimenta milhões em dinheiro, em praticantes, em audiências televisivas e em contratos de patrocínios.

Venezuela: Último jornal impresso crítico do governo deixa formato papel

O secretário-geral do Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Imprensa diz que este é um produto do desrespeito pelo pensamento crítico e diferente.
Comentários