Águas de Portugal conclui cessão de 41,7 milhões de euros de dívida de municípios ao BEI

A operação, que ficou concluída em 15 de setembro, envolve 18 municípios e as empresas Águas do Norte, Águas do Centro Litoral, Águas do Vale do Tejo e Águas Públicas do Alentejo, esclarece o grupo, em comunicado enviado à Lusa.

O Grupo Águas de Portugal (AdP) finalizou uma operação de cessão de créditos ao Banco Europeu de Investimentos (BEI) no valor de 41,7 milhões de euros, respeitante a dívidas de municípios a empresas do grupo, foi hoje anunciado.

A operação, que ficou concluída em 15 de setembro, envolve 18 municípios e as empresas Águas do Norte, Águas do Centro Litoral, Águas do Vale do Tejo e Águas Públicas do Alentejo, esclarece o grupo, em comunicado enviado à Lusa.

O valor global de 41,7 milhões de euros diz respeito a dívidas de municípios a empresas do grupo que se encontravam tituladas por acordos de regularização celebrados em 2019.

A AdP refere que, com esta operação finalizada, a dívida de clientes do grupo reduz-se em cerca de 11% e permite a obtenção de verbas para investir em infraestruturas de abastecimento de água e de saneamento.

Aqueles investimentos, acrescenta, vão permitir aumentar a produção própria de energia 100% renovável, prevista no Programa Zero que está em curso e visa atingir a neutralidade energética em 2030.

Os benefícios cuja dívida foi cedida passam a beneficiar de uma taxa de juro “mais favorável” e mantêm as condições fixadas nos acordos anteriormente celebrados, como, por exemplo, o alargamento do período de pagamentos até aos 25 anos e uma redução dos juros vencidos.

A operação em causa foi concretizada ao abrigo de um acordo-quadro celebrado entre as empresas do grupo AdP e o BEI, “que constitui um instrumento financeiro para obviar às dificuldades de pagamento das autarquias locais e das demais entidades gestoras de sistemas municipais de abastecimento de água e de saneamento de águas residuais urbanas e que prevê um valor remanescente de 160 milhões de euros, que podem ser utilizados para acordos similares com outros municípios”, explica a AdP.

Ler mais
Recomendadas

Bruxelas dá ‘luz verde’ à venda da Brisa a consórcio internacional

A DG Comp aprovou a venda da Brisa ao consórcio formado pelo holandeses APG, pelos coreanos NPS e pelos suíços da SLAM. Grupo José de Mello continua com uma posição de 17%.

CTT faz parceria com startup Offcoustic para instalar cabines telefónicas em escritórios

O operador postal é responsável pela venda, transporte e montagem de “phone booths” nas empresas que estão a retomar a sua atividade presencial.

Sonae notifica Concorrência do controlo exclusivo de um conjunto de ativos do BNP Paribas

A aquisição do controlo exclusivo inclui ainda um conjunto de apólices de seguro mediadas pelo BNP PF e ativos acessórios, associados ao Cartão Universo, resultante de uma parceria criada pelo grupo Sonae e o BNP Paribas Personal Finance.
Comentários