Albuquerque & Almeida assessorou venda do negócio de voz internacional da Altice à empresa Tofane

Outras sociedades portuguesas que estiveram envolvidas nesta venda foram a Gomez Acebo e a VdA (Vieira de Almeida).

Albuquerque & Almeida, que resulta da associação das sociedades de advogados Albuquerque & Associados e Paulo Almeida Associados, foi responsável por assessorar a venda à empresa francesa Tofane Global do negócio de voz internacional em França, na República Dominicana e em Portugal da Altice.

O grupo Altice anunciou que a venda do seu negócio grossista internacional de voz aos franceses da Tofane Global. A venda inclui o negócio em Portugal.

O negócio foi anunciado em março e teve agora, em setembro, o desfecho, e contou com a assessoria, do lado dos bancos da Albuquerque & Almeida, que esteve a assessorar a Hogan Lovells (que é uma firma de advocacia internacional sediada em Londres e Washington).

Para António Mendonça Raimundo, sócio da Albuquerque & Almeida, esta foi “uma operação que correu dentro do esperado. Uma operação de grande dimensão e impacto na qual a participação da Albuquerque & Almeida foi um desafio”.

“Esta aquisição da Tofane é o primeiro passo na estratégia da referida empresa para lançar uma transportadora líder de nível 1 em comunicações internacionais. A receita é estimada em  400 milhões de euros por ano”, diz o comunicado dos advogados.

Outras sociedades portuguesas que estiveram envolvidas nesta venda foram a Gomez Acebo e a VdA.

Ler mais
Recomendadas

Manuel Ferreira Mendes é o novo presidente da direção regional da ANJAP Lisboa

Manuel Ferreira Mendes, sócio da Costa Pinto & Associados, é o novo presidente da Direção Regional de Lisboa da Associação Nacional dos Jovens Advogados Portugueses (ANJAP).

Premium‘Compliance Officer’: Polícia de empresa além-fronteiras com trabalho extra

Joana Simões Ferreira, da norte-americana Oracle, e Joaquim Triadú i Vila-Abadal, do grupo espanhol Mediapro, falaram da importância de um código de conduta adaptado às necessidades locais.

PremiumConhecer regras e gerir riscos é a chave em ‘compliance’

A II conferência da Abreu sobre este tema reuniu especialistas de multinacionais e vários advogados do escritório. Ética, lavagem de dinheiro, código de conduta, M&A e concorrência estiveram em cima da mesa.
Comentários