Alemanha vai distribuir vacinas gratuitas a toda a população adulta a partir de 7 de junho

O ministro da Saúde alemão explicou que “a decisão de encerrar com a prioridade na campanha de vacinação da Alemanha não significa que todos serão vacinados imediatamente em junho”.

A Alemanha vai deixar de restringir as vacinas contra a Covid-19 apenas aos grupos mais vulneráveis ​​a partir de 7 de junho, abrindo caminho para que toda a população adulta possa ser imunizada gratuitamente a partir dessa data, anunciou o ministro da Saúde, Jens Spahn citado pela “Reuters”, esta segunda-feira.

O ministro da Saúde alemão explicou que “a decisão de encerrar com a prioridade na campanha de vacinação da Alemanha não significa que todos serão vacinados imediatamente em junho”, disse Spahn, destacando “problemas contínuos de logística e abastecimento”.

Na mesma ocasião, Spahn repetiu a promessa do governo da Alemanha de que “todos os cidadão que tenham o desejo de serem vacinados tenham essa possibilidade no decorrer do verão”. O ministro acrescentou ainda que as autoridades já estão a discutir quando e como permitir a vacinação contra a Covid-19 para adolescentes de 12 a 16 anos.

O regulador de medicamentos da União Europeia, a Agência Europeia de Medicamentos (EMA), pretende aprovar a vacina Covid-19 da Pfizer e da BioNTech para uso em crianças a partir dos 12 anos em junho, possivelmente até no final deste mês.

A Covid-19 tem tido uma evolução positiva marcada pela redução no número de casos e Jens Spahn defendeu, segundo a “DW News” que os alemães “derrotaram a terceira onda da Covid-19”. “Os números da infeção estão a cair novamente, mas ainda estamos num nível elevado. Os números ainda não estão caindo em todos os lugares na mesma proporção, mas estão caindo”, disse ele.

Até ao momento, a Alemanha acumulou 3.598.846 casos positivos e 86.160 mortes devido à Covid-19, indicam os dados revelados pelo Instituto Robert Koch. Nas últimas 24 horas a Alemanha registou 5.412 novos casos da doença e 64 mortes.

Relacionadas

Peritos alemães consideram que será necessária terceira dose da vacina contra a Covid-19

Numa entrevista publicada hoje pela imprensa do grupo Funke, o presidente da Comissão Permanente de Vacinação (Stiko) alemã, Thomas Mertens, avisou que as atuais vacinas contra a covid-19 “não serão as últimas”.

Alemanha avança com desconfinamento à medida que diminuem casos de Covid-19

O governo de Berlim concordou a em suspender o toque de recolher noturno e diminuir as restrições a partir de 19 de maio.
Recomendadas

G7. OMS avisa líderes mundiais que são precisas mais vacinas e “mais rápido”

O secretário-geral da Organização Mundial de Saúde, Tedros Adhanom Ghebreyesus, avisou este sábado que são precisas mais vacinas e “mais rápido” para vacinar 40% da população mundial até ao fim do ano, na cimeira dos países do G7. 

Covid-19. França atinge 30 milhões de vacinados com pelo menos uma dose

A França atingiu este sábado 30 milhões de pessoas com, pelo menos, uma dose da vacina contra a covid-19, antecipando essa meta que estava prevista para terça-feira, anunciou hoje o primeiro-ministro Jean Castex.

ONU estima cerca de 47 milhões de mulheres no mundo perto da pobreza extrema

Cerca de 47 milhões de mulheres em todo o mundo caminham para a pobreza extrema, alertou a vice-diretora executiva da ONU Mulheres, Anita Bhatia, durante sua primeira missão internacional desde o início da pandemia de covid-19.
Comentários