Alentejo é a segunda região europeia com maior incidência de mortes na estrada

À cabeça da tabela de mortes na estrada por milhão de habitantes está a região de Severozapaden, na Bulgária (153), seguindo-se o Alentejo (142) e a região belga do Luxemburgo (138 mortes por milhão de habitantes), segundo o Eurostat.

O Alentejo é a segunda região da União Europeia (UE) com maior incidência de mortes na estrada por milhão de habitantes (142), segundo dados de 2016 divulgados esta sexta-feira pelo Eurostat.

À cabeça da tabela de mortes na estrada por milhão de habitantes está a região de Severozapaden, na Bulgária (153), seguindo-se o Alentejo (142) e a região belga do Luxemburgo (138 mortes por milhão de habitantes).

Em Portugal, a área metropolitana de Lisboa foi a região que menor incidência de mortes rodoviárias (30 por milhão de habitantes), seguindo-se o Norte (39), e os Açores (45).

A região grega de Notio Aigaio (134) e a búlgara de Severen tsentralen (132), ocupam respetivamente o quarto e quinto lugares da tabela do Eurostat no que respeita a fatalidades rodoviárias por milhão de habitantes.

No outro extremo da tabela está a região de Viena (Áustria), com dez óbitos, destacando o gabinete de estatísticas europeu que, em toda a UE, houve 31 regiões que, em 2016, tiveram uma incidência de menos de 25 mortes por milhão de habitantes.

Recomendadas

Sindicato dos Enfermeiros Portugueses acusa ministra da Saúde de dizer “inverdades”

Em causa estão as declarações da ministra da Saúde, Marta Temido, proferidas na quinta-feira no final de reuniões com os sindicatos dos enfermeiros, em que afirmou não ser possível “corrigir hoje, por uma revisão da carreira, tudo o que é um histórico de congelamentos” na profissão de enfermagem.

Castelos, mosteiros e fortes na órbita de centenas de investidores nacionais e estrangeiros

Espaços de património português encontram-se devolutos. Governo já recebeu contactos de de “cerca de 440 interessados nos vários imóveis, dos quais cem são estrangeiros”.

Diplomas para a legalização da canábis chumbados no Parlamento

Os diplomas de Bloco de Esquerda e PAN para a legalização da canábis para uso recreativo, foram ontem debatidos em Parlamento mas foram chumbados. PSD, PCP e CDS-PP votaram contra, enquanto que o PS defendeu votos mistos.
Comentários