Alojamento universitário: Qual a melhor opção para o seu filho?

Com a entrada na universidade são vários os alunos que se deslocam para longe de casa e necessitam de encontrar alojamento. Conheça as melhores opções para indicar aos seus filhos.

Ser colocado numa faculdade longe de casa ou até fora de Portugal representa uma despesa acrescida no orçamento familiar. Encontrar um alojamento universitário é por si só uma tarefa complicada e cuja opção deve ser bem ponderada, antes de tomar uma decisão final.

  • Arrendar um quarto ou apartamento

É das situações mais comuns. Quem tem de estudar longe da sua área de residência acaba por arrendar um quarto numa casa privada ou juntar-se a alguns colegas e juntos arrendarem um apartamento, por norma mais barato do que arrendar apenas o quarto. Nas universidades existem também informações sobre os quartos/apartamentos para arrendar, contudo, deverá garantir que se antecipa à ‘concorrência’ por forma a assegurar as melhores ofertas. Caso escolha arrendar um quarto tenha atenção com as restrições, já que por exemplo, o acesso à cozinha é vedado.

  • Residências universitárias

Se o seu filho(a) tiver uma bolsa de estudo esta é a situação mais vantajosa para ele(a). São geridas pelo próprio estabelecimento de ensino e por serem bastante concorridas, estão sujeitas a um processo de candidatura, depois do período de inscrições e matrículas, como tal tenha atenção já que as vagas são limitadas.

  • Viver numa república

Economicamente são também uma opção bastante viável. Estas casas de estudantes onde todos eles são responsáveis por todas as decisões e gestão do espaço.

  • Alojamento universitário solidário

Uma opção de cariz social já desenvolvida por algumas empresas em várias regiões do país, como Évora, Coimbra, Santarém e Porto. Este tipo de alojamento pretende por um lado dar alojamento a estudantes com mais dificuldades económicas, ao mesmo tempo que combate a solidão da população mais idosa nestas cidades. Os alunos podem morar, gratuitamente, em casa dos idosos e em troca, apenas têm de fazer companhia aos proprietários e prestar algum apoio nas tarefas diárias. Uma opção muito económica e que também contribui ara o espírito de solidariedade e entreajuda dos estudantes envolvidos.

Recomendadas

Os ginásios e a “famosa” fidelização

Não se deixe iludir por promoções ou outro tipo de ofertas. Veja se são verdadeiramente vantajosas ou se contêm alguma “armadilha”. Pagando um ano logo à partida, analise as condições de reembolso caso tenha necessidade de desistir a meio.

Caução devolvida ao inquilino pode ser inscrita como gasto no IRS

A caução devolvida ao inquilino, na totalidade ou em parte, pode ser inscrita como gasto suportado e pago pelo senhorio, no anexo F da declaração de IRS do ano em que foi feita a devolução, esclarece o Fisco.

Taxas Euribor sobem a três meses, mantêm-se a seis e caem a 12 meses

As taxas Euribor subiram esta quinta-feira a três meses, mantiveram-se a seis e desceram a 12 meses em relação a ontem.
Comentários