Aluno da Universidade de Lisboa vence ‘Law and Technology Award’ da Abreu Advogados

Luís Barreto Xavier, consultor para a Inovação deste escritório de advogados, afirma que quiseram “começar por procurar quem tivesse este perfil de curiosidade e vontade de ir além do óbvio”.

Telmo Miller

João Marques Pinto é o vencedor da primeira edição do ‘Law and Technology Award’, promovido pela Abreu Advogados, um concurso lançado em 2018 para incentivar o interesse dos estudantes de Direito pela relação entre os temas jurídicos e a tecnologia.

O desafio foi dirigido aos finalistas da licenciatura em Direito e licenciados que frequentam mestrado ou LL.M. (Master of Laws). Os participantes tiveram de submeter um trabalho em que respondiam à questão: “Na era das redes sociais e das grandes empresas tecnológicas, será possível proteger a privacidade?”.

O texto premiado aborda a importância crescente do controlo da privacidade e a criação de novas regras, ponderando as condições para a implementação de um nível perfeito de privacidade que “em excesso, pode estrangular a economia e promover a cibercriminalidade” e “em défice, nega um direito fundamental para o desenvolvimento da personalidade humana”.

Luís Barreto Xavier, consultor para a Inovação do escritório liderado por Duarte d’Athayde, afirma que quiseram “começar por procurar quem tivesse este perfil de curiosidade e vontade de ir além do óbvio”.

Graças à vitória, João Marques Pinto, estudante da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, terá acesso a um estágio profissional na Abreu Advogados e a um prémio monetário no valor de 1.000 euros.

PCGuia
Ler mais
Recomendadas

Chambers veio a Lisboa desmistificar ‘rankings’

O diretório internacional entregou oito prémios a advogados e sociedades em Portugal e mais 10 a diretores jurídicos de empresas no Fórum de Lisboa.

PremiumBastonário dos Advogados defende voto eletrónico nas eleições da Ordem

O bastonário dos Advogados diz que a modernização da Ordem será a prioridade se for reeleito e acusa as candidaturas rivais de “populismo”.

Compra da Tagusgás pela Galp Gás foi assessorada pela Sérvulo e pelo BCP

Galp Gás Natural Distribuição anunciou esta segunda-feira a conclusão do negócio de compra da Tagusgás, empresa de distribuição de gás natural na região Centro do país, por um valor de 32 milhões de euros. A Sérvulo foi o assessor jurídico e o Millennium BCP o assessor financeiro.
Comentários