Amazon compra empresa norte-americana de routers

São colocados em alguns minutos e cobrem todas as zonas da casa. Bezos ficou rendido aos equipamentos desta empresa norte-americana e fechou negócio por valores não especificados.

A Amazon comprou a empresa norte-americana Eero, pioneira no sistema de routers ligados entre si para melhorar a cobertura de Wi-Fi em casa, revela o jornal “Expansión”.

O anúncio foi feito pela Amazon em comunicado no qual a empresa não revelou nenhum detalhe sobre a operação. A empresa de Jeff Bezos destacou que os sistemas de Wi-Fi da Eero são colocados em alguns minutos e cobrem todas as zonas da casa.

“Estamos incrivelmente impressionados com a equipa da Eero e com a rapidez com que eles inventaram uma solução Wi-Fi que faz os dispositivos conectados funcionarem”, afirmou Dave Limp, vice-presidente da Amazon para a área de serviços tecnológicos.

Dave Limp referiu ainda que a Amazon tem “uma visão compartilhada de que a experiência de casas inteligentes pode ser mais fácil no futuro e estamos comprometidos em continuar a inovar para benefício dos nossos clientes”.

Já Nick Weaver, co-fundador e CEO da Eero, assumiu que a parceria com a Amazon permitirá que “os seus produtos e serviços atinjam mais clientes por todo o mundo”. Fundada em 2014 e com sede em São Francisco, a Eero permite que os seus clientes configurem o sistema em menos de dez minutos e, ao ligarem-se com a cloud, podem receber indicações e atualizações.

Recomendadas

Prepare a carteira. Vem aí (mais) um aumento nos combustíveis

A partir de segunda-feira, os combustíveis ficam novamente mais caros. Aumento é maior na gasolina, tanto nas cadeias de marca branca, como nas principais gasolineiras.

Dia da Propriedade Intelectual: Criei uma marca. O que posso fazer para a registar?

Os advogados do departamento de TMT & Propriedade Intelectual da sociedade CCA explicam o que fazer para registar uma marca. O primeiro passo? Verificar se preenche determinados requisitos para que o seu registo seja concedido. Comemora-se esta sexta-feira o Dia Mundial da Propriedade Intelectual.

Caixa Geral está a vender Mercedes para atingir metas da recapitalização

Campanha de crédito “imbatível” está a chegar por email a clientes. Banco justifica com metas “extremamente exigentes”. E diz que não está a promover o endividamento, pois clientes acederiam na mesma a outras opções de financiamento do mercado.
Comentários