ANA alerta para redução de efetivos do SEF no aeroporto de Lisboa amanhã

Amanhã, 11 de novembro, entre as 7h00 e as 9h00 realiza-se uma reunião de trabalhadores do Posto de Fronteira do Aeroporto Humberto Delgado (SEF).

Cristina Bernardo

A ANA, gestora aeroportuária nacional, alerta para a redução de efetivos do SEF – Serviço de Estrangeiros e Fronteiras que se prevê para amanhã, dia 11 de novembro.

“Amanhã, 11 de novembro, entre as 7h00 e as 9h00 realiza-se uma reunião de trabalhadores do Posto de Fronteira do Aeroporto Humberto Delgado (SEF)”, anuncia um comunicado da ANA.

De acordo com esse comunicado, “prevê-se uma redução de efetivos – inspetores – do SEF com diminuição do nível de serviço do controlo de fronteira no Aeroporto de Lisboa”.

“A ANA – Aeroportos de Portugal apela aos passageiros com destino ao Reino Unido, Irlanda, e países fora da Europa com voos com partida antes das 10h30, que procurem chegar ao aeroporto com maior antecedência para acautelar eventuais atrasos provocados pela redução do serviço prevista para o controlo de fronteira”, aconselha a empresa gerida pelo grupo francês Vinci.

Recomendadas

Autoridade da Concorrência defende que Banco de Portugal venha a ser uma entidade financiadora

Há um aspeto positivo, diz, que é o do “o BdP vir a ser incluído nas entidades que financiam a AdC” e, defende, “outras entidades poderiam ser consideradas”. O administrador da Autoridade da Concorrência (AdC) Nuno Rocha de Carvalho, disse esta quinta-feira na COFMA que a “breve trecho podemos vir a ter uma decisão no  processo de cartel na banca”.

Antonoaldo Neves: “Não é a primeira vez que a TAP paga prémios em anos de prejuízo”

A comissão executiva da TAP esta quinta-feira ser ouvida na Assembleia da República sobre prémios polémicos atribuídos a trabalhadores, após terminar o exercício de 2018 com prejuízos.

Prémios polémicos levam Comissão Executiva da TAP ao Parlamento. Assista ao debate

A comissão executiva da TAP está a ser ouvida na Assembleia da República sobre prémios polémicos atribuídos a trabalhadores, após terminar o exercício de 2018 com prejuízos. O requerimento para ouvir a comissão executiva da transportadora aérea foi apresentado pelo Bloco de Esquerda (BE), que classificou como “inaceitável” a decisão.
Comentários