Ana Catarina Mendes volta a atacar Ricardo Baptista Leite no debate parlamentar

Líder do grupo parlamentar do PS disse que o combate à pandemia de Covid-19 “não é o combate dos voluntários por um dia para fazer política no outro”, depois de ter criticado o vídeo partilhado nas redes sociais pelo médico e deputado social-democrata.

Ana Catarina Mendes

A líder do grupo parlamentar do PS, Ana Catarina Mendes, aproveitou a sua intervenção no debate com o primeiro-ministro António Costa para voltar a atacar o deputado social-democrata Ricardo Baptista Leite, depois de o ter acusado de “falsidade e demagogia” nas redes sociais, reagindo a um vídeo em que o também médico descrevia a experiência que viveu no Hospital de Cascais, onde tem feito turnos em regime de voluntariado desde o início da pandemia de Covid-19.

“Este combate não é o combate dos voluntários por um dia para fazer política no outro, não é o combate de 170 pessoas num jantar sem um mínimo de distanciamento para no outro dia chorar lágrimas de crocodilo pelas mortes”, disse Ana Catarina Mendes durante o debate, que começou precisamente com uma defesa do voluntariado de Ricardo Baptista Leite pelo líder do grupo parlamentar do PSD, Adão e Silva.

Na publicação que fizera na sua conta de Facebook, Ana Catarina Mendes escreveu, dirigindo-se ao deputado social-democrata, que “não é verdade a mortandade que descreveu”, acrescentando que, na sequência do vídeo que Baptista Leite publicou nas redes sociais – apelando aos portugueses para serem mais prevenidos na prevenção da Covid-19, depois daquilo que descreveu como o pior dia que viveu enquanto médico -, terá contactado o Hospital de Cascais, apurando que morreram nesse dia três pessoas no covidiário e outras cinco foram transferidas para a unidade de cuidados intensivos.

“Peço-lhe que seja deputado por inteiro e não pela metade. E respeite a dor, a morte e o luto de tantos portugueses e respeite o trabalho dos profissionais de saúde. Há limites para a politiquice”, escreveu ainda a líder parlamentar do PS, sendo imediatamente criticada nas redes sociais por diversos deputados e dirigentes do PSD.

Relacionadas

“Nunca assisti a tantas mortes”. Médico e deputado do PSD relata situação de desespero no Hospital de Cascais

Ricardo Baptista Leite realçou mesmo que “é demolidor ter que decidir que doentes vão receber ventilação e quem não vai, a determinar no fundo quem vive e quem morre”, enfatizando a falta de meios naquela unidade.
Recomendadas

Portugal promove “soluções para impacto assimétrico da crise”, garante ministro das Finanças

“Chegámos a um acordo sem precedentes que permite a emissão de dívida europeia em larga escala para financiar a recuperação economia europeia através dos programas de recuperação europeus”, referiu João Leão depois da reunião do G20.

Autárquicas: CDS-PP diz que Carlos Moedas é “um nome forte” para lidar “coligação de centro-direita” em Lisboa

O presidente do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos, acredita que o ex-comissário europeu é “capaz de libertar os lisboetas do socialismo e oferecer à cidade uma mudança para o futuro”, impedindo uma nova vitória do PS nas eleições deste ano.

Primeiro-ministro: “É natural que o desconfinamento comece pelas escolas”

António Costa recordou esta sexta-feira Governo “resistiu” até à última hipótese ao encerramento das escolas por causa do entrave que implica no desenvolvimento e no processo de aprendizagem dos alunos.
Comentários