Ana Lehmann: “Projetos empresariais vêm para Portugal atraídos pela qualidade dos recursos humanos”

Em entrevista ao jornal "La Voz de Galicia", a secretária de Estado da Indústria diz que Portugal se tornou no "segredo pior guardado da Europa" para os investidores internacionais. "A inovação, a contribuição da indústria com tradição e ser um país muito diversificado, tudo isso dá muita força".

“Somos o segredo pior guardado da Europa”, declara Ana Lehmann, secretária de Estado da Indústria, em entrevista ao jornal espanhol “La Voz de Galicia”, publicada hoje. E acrescenta: “É algo muito bom, porque quem é que quer ser o segredo melhor guardado quando quer atrair investimento?” Lehmann refere-se especificamente às “muitas empresas tecnológicas que escolheram Portugal nos últimos anos”, tais como a Google, Euronext Technologies, Zalando, entre outras.

“Todos esses projetos empresariais vêm para Portugal atraídos pela qualidade do talento”, enaltece Lehmann, ao ser questionada sobre o que motiva o crescente investimento em Portugal. “Aqui há universidades muito boas, os jovens estão muito bem preparados. As multinacionais estão a começar a ver isso. Há uma razão que é muito relevante. É a qualidade dos recursos humanos, também nas fábricas onde há muita especialização”, destaca.

Para a governante, já não é a mão-de-obra barata que atrai as empresas. “Realmente no preço não somos tão competitivos porque vai sempre haver alguém que o faça mais barato. É mais competitividade do que preço. A força da indústria portuguesa está na qualidade dos produtos que conseguimos fazer, até nos que são muito caros”, explica Lehmann. “O preço não é o segredo, é a qualidade que vem dos recursos humanos, mas também da tecnologia em relação com a qualidade desses recursos humanos. Além do mais, fomentamos a economia circular”.

Quanto à possibilidade de a Tesla vir a instalar-se em Portugal, Lehmann admite que sim, mas não confirma. “A Tesla é uma empresa com muito prestígio. Creio que não seria mau para nenhum país contar com uma fábrica da Tesla. Mas não sabemos”, afirma a secretária de Estado da Indústria.