André Ventura é o candidato do PSD/CDS à Câmara de Loures

André Ventura, professor universitário e conhecido benfiquista, é a escolha do PSD para defrontar Bernardino Soares em Loures. Esta era uma das escolhas que faltava fechar no distrito de Lisboa, a par dos candidatos a Odivelas e Oeiras.

Num processo que foi moroso e difícil, a concelhia do PSD de Loures, encabeçada por Ricardo Andrade, formulou o convite ao comentador televisivo para encabeçar as listas ao executivo camarário, que foi aceite após ponderação e acordo em alguns pontos chave, nomeadamente o acordo de coligação com o CDS.

Segundo apurou o Jornal Económico, o PSD e o CDS apresentar-se-ão coligados nestas eleições ao contrário do que aconteceu em 2013, quando o candidato era Fernando Costa, agora na corrida a Leiria.

Ao Jornal Económico, André Ventura desvaloriza o efeito divisivo que a associação ao Benfica pode representar eleitoralmente e lança o mote da sua candidatura com um repto de modernização: «Loures precisa de assumir a sua dimensão sem medo ou timidez. Não pode ser a Coreia do Norte dos municípios. Tem de apostar na inovação, no empreendedorismo e em devolver o sentimento de segurança aos cidadãos. E desta vez a mensagem vai passar», remata o comentador televisivo e agora candidato autárquico.

 

Recomendadas

Turismo no interior vai receber reforço de investimento de 10 milhões

“A Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior, criada em 2017, tem sido um instrumento fundamental para dinamizar a procura turística nos territórios de baixa densidade”, explica a Secretaria de Estado do Turismo.

Parlamento sueco vai novamente a votos na tentativa de colocar um fim ao impasse político

O país encontra-se sem Governo desde o passado mês de setembro, depois do Parlamento ter rejeitado a eleição de Stefan Lofven enquanto primeiro-ministro e líder da coligação entre Sociais-democratas, Partido do Centro e Democratas-Cristãos.

“Têm todos de sair, não é só a primeira-ministra”, afirma PM da Escócia face à moção de censura de May

”Hoje é um exemplo claro de que o Reino Unido está perante o caos”, escreveu a PM escocesa no Twitter, no dia em que Theresa May enfrenta uma moção de censura.
Comentários