Antigo chefe de gabinete de Pedro Nuno Santos alvo de buscas pela PJ

Nuno Araújo é suspeito de tráfico de influências. O atual gabinete de Pedro Nuno Santos garante que o ministro das Infraestruturas e da Habitação “é totalmente alheio à alegada prática dos atos referidos nas notícias” e aguarda “o desenrolar do processo judicial”.

Mário Cruz/Lusa

O ex-chefe de gabinete de Pedro Nuno Santos, quando foi ministro dos Assuntos Parlamentares do antigo Governo socialista, foi esta terça-feira alvo de buscas por suspeitas de tráfico de influências, avança a revista “Sábado”.

O Ministério Público informou que, no âmbito de inquérito do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), no qual se investigam factos suscetíveis de integrarem a prática de crimes de tráfico de influências e/ou corrução, estão a decorrer ao longo do dia dez buscas.

“As diligências, a cargo da Unidade Nacional de Combate à Corrupção (UNCC) da Polícia Judiciária, decorrem, designadamente, na sede de uma sociedade comercial, em departamentos de contratação pública de diversos municípios, numa empresa pública de gestão de águas e em habitações nas zonas de Penafiel e Guimarães”, adianta a Procuradoria-Geral da República (PGR).

Segundo a newsmagazine do grupo Cofina, um dos alvos é Nuno Araújo.

A PGR adianta ainda que, neste inquérito, estão a ser investigados factos relacionados com a “celebração, por ajuste direto, de aquisição de serviços entre uma sociedade comercial e os referidos municípios e a empresa pública”.

O atual gabinete de Pedro Nuno Santos garante, em comunicado, que o ministro das Infraestruturas e da Habitação “é totalmente alheio à alegada prática dos atos referidos nas notícias” e aguarda “o desenrolar do processo judicial”.

Notícia atualizada às 16h30

Recomendadas

Superliga Europeia. UEFA não vai aceitar decisão de tribunal espanhol

Na sexta-feira, dia 30 de julho, um juiz espanhol decidiu a favor dos clubes fundadores da Superliga na disputa legal que têm contra a UEFA e a decisão exige a revogação de todas as sanções impostas contra os respetivos emblemas.

Sindicato diz que Estatuto dos Oficiais de Justiça coloca em causa autonomia do Ministério Público

O SMMP opõe-se “veementemente, à iniciativa do Governo, na medida em que as normas constantes do referido projeto ei constituem medidas de entorpecimento das funções do oficial de Justiça”.

Tribunal espanhol revoga sanções da UEFA aos clubes fundadores da ‘Superliga Europeia’

Real Madrid e o FC Barcelona publicaram um comunicado onde anunciam a “vitória” judicial sobre a UEFA no caso da Superliga, em que obriga o órgão dirigente do futebol na Europa a anular as multas e outras restrições que foram impostas aos restantes nove clubes fundadores como condição para que não sejam objeto de processo disciplinar pela UEFA.
Comentários