Antigo ministro e deputado do CDS é o novo secretário-geral da Apritel

Pedro Mota Soares vai liderar a associação que reúne as principais empresas de telecomunicações em Portugal: Nos, Vodafone e Altice.

Pedro Mota Soares | Foto cedida

O antigo ministro da Solidariedade, Emprego e da Segurança Social e ex-deputado do CDS-PP, Pedro Mota Soares, é o novo secretário-geral da associação que representa as principais empresas de telecomunicações em Portugal (Nos, Vodafone e Altice), anunciou a Associação de Operadores de Telecomunicações (Apritel) esta terça-feira, 15 de outubro.

Pedro Mota Soares, 45 anos e advogado de carreira, vai liderar a Apritel entre 2019 e 2022, substituindo Daniela Antão, quando “o sector tem pela frente desafios nacionais e europeus de grande relevância, como é o caso do 5G e da transposição da diretiva comunitária sobre o novo código europeu das comunicações eletrónicas”, lê-se no comunicado do organismo.

“Assumo este cargo com grande entusiasmo, dedicação e sentido de compromisso”, refere Pedro Mota Soares, para quem “as comunicações eletrónicas vão ser a chave para a economia e a sociedade do futuro e, por isso, é fundamental reforçar o diálogo com todos os stakeholders do sector e elevar a associação ao patamar de interlocutor indispensável em todas as matérias relativas às comunicações eletrónicas”.

No Parlamento, Pedro Mota Soares integrou a Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas na legislatura que agora termina. Foi nesta comissão que decorreram, por exemplo, as audições dos membros que compõem a administração da Autoridade Nacional das Comunicações (Anacom), ou as discussões das alterações à Lei das Comunicações Eletrónicas. Contudo, cabia ao centrista Hélder Amaral falar pelo CDS sobre o sector das telecomunicações.

Pedro Mota Soares, que também foi presidente do grupo parlamentar do CDS-PP, foi deputado pelo CDS-PP na Assembleia da República até julho de 2019. Com a saída anunciada da ainda líder dos centristas, Assunção Critas, o advogado chegou a ser apontado como possível candidato à liderança do partido, mas essa informação foi rejeitada pelo próprio.

Mota Soares foi eleito deputado no Parlamento pelo CDS-PP em cinco legislaturas consecutivas, tendo sido nomeado ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social nos XIX e XX Governos (ambos chefiados por Pedro Passos Coelho, onde o PSD formou Governo em coligação com o CDS-PP).

[Informação corrigida sobre a participação de Pedro Mota Soares nas referidas discussões que integraram a Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas, pelas 17h25]

Ler mais
Recomendadas

Lucros da banca sobem 133% em 29 anos, já o crédito a clientes subiu 862%

Desde 1990, verificou-se um aumento de concentração do sistema bancário português. Ao longo do período para o qual existe informação comparável, Portugal apresenta um nível de concentração superior ao da área do euro, o que poderá ser explicado pelo facto dos países mais pequenos tenderem a ter níveis de concentração mais elevados, explica o BdP.

Moody’s atribui ‘rating’ B2 com ‘outlook’ estável à TAP e ao empréstimo obrigacionista

Depois da Standard & Poor’s, é a vez da Moody’s iniciar a análise de ‘rating’ da companhia aérea nacional.

Moody’s atribui à dívida da TAP quinto nível de “lixo”

A agência de notação financeira norte-americana atribuiu o ‘rating’ “B2” à emissão de obrigações anunciada ontem.
Comentários