“António Costa poderia dizer que o sol roda em volta da terra que ninguém acredita”, afirma Albuquerque

O governante reagia à vinda de António Costa à Madeira. Miguel Albuquerque espera que nesta visita o primeiro-ministro cumpra com aquilo que prometeu relativamente aos baixar dos juros do empréstimo.

Foi em tom de apreensão que Miguel Albuquerque, presidente do Governo Regional, reagiu à vinda de António Costa à Madeira. “Ele poderia dizer que o sol roda em volta da terra que ninguém acredita”, afirmou o governante. O líder do executivo madeirense acrescentou que espera que nesta visita do primeiro-ministro à região autónoma este dê cumprimento à promessa relativa ao baixar dos juros do empréstimos, e ainda a desenvolvimentos em dossiers como a ligação marítima e o subsídio de mobilidade.

Albuquerque falava durante a inauguração do Centro de Saúde da Camacha uma obra que a par de outras que decorrem em seis centros de saúde na Madeira pretendem beneficiar “a prestação de cuidados de saúde no âmbito da medicina familiar quer dos serviços de acompanhamento”.

O líder do executivo madeirense espera ainda que as obras no Centro da Saúde da Calheta arranquem o mais depressa possível.

“O Centro de Saúde da Calheta está em vias de adjudicação. Preparamos o projeto. Estamos a seguir os procedimentos legais”, referiu o governante.

Relacionadas

Albuquerque garante que vai avançar com Novo Hospital e que a Madeira “não pode ficar à espera de aldrabices e jogos políticos”

O governante diz que a Madeira está a ser “constantemente vigarizada” pela esquerda no Continente. Miguel Albuquerque afirma que já “não acredita em nada” do que o executivo central diga sobre o Novo Hospital.
Recomendadas

Restaurantes devem afixar preços com clareza à entrada, diz Deco

A lista do dia e os preços praticados, com taxas e impostos incluídos, devem estar, clara e obrigatoriamente, afixados à entrada do estabelecimento, em local bem visível do exterior.

Aprovado relatório e contas da Assembleia da Madeira de 2017

Na proposta de Orçamento da Região, para a Assembleia da Madeira, estava inscrita uma despesa de 13,6 milhões de euros e uma receita de 13,7 milhões de euros.

UNESCO põe Açores entre as melhores práticas de proteção do património subaquático

A UNESCO distingui mais quatro projetos, de outros países. Os projetos foram designados por recomendação do conselho consultivo e técnico da organização das nações unidas para a educação, ciência e cultura, como boas práticas que promovem o acesso público responsável ao património cultural subaquático.
Comentários