Antonoaldo Neves: “Saio da TAP com sentimento de missão cumprida”

Antonoaldo Neves agradece ao Conselho de Administração “pelo seu engajamento e vontade de contribuir com a TAP”, deixa “uma palavra especial de gratidão” a David Neeleman e a Humberto Pedrosa.

António Pedro Santos/Lusa

O presidente executivo da TAP cessante, Antonoaldo Neves, afirmou hoje que “há sempre espaço para fazer mais e melhor”, adiantando que deixa a companhia aérea “com sentimento de missão cumprida”, numa carta a que a Lusa teve acesso.

“Há sempre espaço e oportunidade para fazer mais e melhor. Nunca deixem de acreditar nisso. Ainda assim, saio com sentimento de missão cumprida. […] Saio com a consciência e com o coração completamente tranquilos por ter dado o meu contributo, profissional e enérgico, sempre para o melhor da TAP”, afirmou Antonoaldo Neves, numa carta dirigida à “família TAP”.

Antonoaldo Neves agradece ao Conselho de Administração “pelo seu engajamento e vontade de contribuir com a TAP”, deixa “uma palavra especial de gratidão ao David Neeleman e ao Humberto Pedrosa, pela oportunidade de viver este desafio”, a Fernando Pinto, que, com imensa bondade, o integrou na família TAP, aos colegas da Comissão Executiva, “profissionais de grande valor, e do C Level” e ainda aos portugueses, em geral, que “tão bem” o acolheram bem como à família.

Antonoaldo Neves deixa a TAP na sequência do acordo entre o Governo e os acionistas privados para a reorganização do quadro societário da TAP – com a saída de David Neeleman – e será temporariamente substituído por Ramiro Sequeira.

Recomendadas

Airbus revela três protótipos de aviões a hidrogénio

A construtora aeronáutica quer tomar a dianteira da transição energética no seu setor, apostando no hidrogénio como o combustível para os protótipos que esta segunda-feira deu a conhecer. Mas a entrada ao serviço só vai ter lugar a partir de 2035.

Bruxelas dá ‘luz verde’ à venda da Brisa a consórcio internacional

A DG Comp aprovou a venda da Brisa ao consórcio formado pelo holandeses APG, pelos coreanos NPS e pelos suíços da SLAM. Grupo José de Mello continua com uma posição de 17%.

CTT faz parceria com startup Offcoustic para instalar cabines telefónicas em escritórios

O operador postal é responsável pela venda, transporte e montagem de “phone booths” nas empresas que estão a retomar a sua atividade presencial.
Comentários