Apoio socialista garante eleição de Ursula von der Leyen

Rejeição da candidata a presidente da Comissão Europeia entre os socialistas e os centristas não foi suficiente para impedir a eleição de Ursula von der Leyen.

REUTERS/Vincent Kessler

A Aliança Progressista dos Socialistas e Democratas (S&D) anunciou que irá votar a favor da eleição da democrata-cristã alemã Ursula von der Leyen para a presidência da Comissão Europeia, o que praticamente garante que a até agora ministra da Defesa do governo de Angela Merkel será a primeira mulher a ocupar esse cargo.

“Apesar disso, estaremos vigilantes para assegurar que ela cumpre os compromissos progressistas resultantes da nossa pressão”, avisaram os dirigentes da família política que engloba o PS.

Segundo a imprensa internacional presente em Estrasburgo, haverá ainda assim algumas dezenas de eurodeputados do S&D que votarão contra a candidata, nomeadamente os seus compatriotas do SPD. O mesmo deverá acontecer com menos de uma dezena de representantes dos partidos do grupo centrista Renovar Europa, mas a falta destes votos deverá ser compensada por alguns menos expectáveis. Segundo o site Politico Europe, o Partido Lei e Justiça, que está no poder na Polónia e é a maior força política entre os Conservadores e Reformistas Europeus, também irá votar a favor de Ursula von der Leyen.

Relacionadas

Ursula von der Leyen: “No mar existe o dever de salvar vidas”

Discurso da candidata a presidente da Comissão Europeia antes da votação do seu nome no Parlamento Europeu ficou marcada por uma mensagem ambientalista e feminista. Mas também por palavras sobre a crise dos refugiados particularmente direcionadas a Matteo Salvini.

Green deal: Ursula von der Leyen promete um bilião de euros para combater alterações climáticas

Os eurodeputados vão hoje votar o nome da política alemã para presidente da Comissão Europeia.
Recomendadas

Espiões russos usaram os Alpes franceses como base para ataques em vários países

Os agentes suspeitos do homicídio de Sergei Skripal no Reino Unido em 2018 passaram por esta região. No total, passaram pelos Alpes 15 operacionais da unidade 29155 da agência de espionagem russa GRU.

Cidade versus campo: Tribunal francês dá razão a 60 patos considerados “barulhentos”

O vizinho argumentou que não conseguia dormir com as janelas abertas, mas o tribunal considerou que estavam asseguradas as devidas distâncias entre as duas propriedades.

FMI aprova segunda fase do programa de Angola e ‘dá’ 222 milhões de euros

O Fundo Monetário Internacional (FMI) aprovou hoje o pagamento de 247 milhões de dólares a Angola, no seguimento da aprovação da segunda avaliação do programa de ajustamento financeiro, num total de 3,7 mil milhões de dólares.
Comentários