Apple e Amazon a caminho da Arábia Saudita

Os dois gigantes estão em negociações com Riad para entrar no mais conservador reino do Médio Oriente, aproveitando os ventos de mudança introduzidos pelo príncipe herdeiro Mohamed bin Salman.

A notícia de que a mais lucrativa tecnológica do mundo, a Apple e o gigante de comércio eletrónico Amazon estão a preparar-se para investir na Arábia Saudita é avançada pela agência Reuters, que cita duas fontes próximas do processo.

Uma terceira fonte confirmou à agência que a Apple estava já em negociações com a SAGIA, autoridade de investimento estrangeiro da Arábia Saudita.

Tanto a Apple como a Amazon vendem já os seus produtos na Arábia Saudita através de terceiros, mas nem estas empresas nem nenhum gigante tecnológico tem presença direta no país.

Nos dois últimos anos, o príncipe herdeiro da monarquia mais conservadora do mundo Mohamed bin Salman tem vindo a introduzir alguma abertura na sociedade. A queda dos preços do petróleo destapou a necessidade de diversificar uma economia totalmente dependente do petróleo, o que passa pelo investimento estrangeiro.

Recomendadas

S&P sobe rating da REN para dois níveis acima de lixo

O rating da empresa liderada por Rodrigo Costa está ainda um nível acima da classificação que a S&P atribuiu à dívida soberana portuguesa (BBB-).

Respostas Rápidas: Quem é Paul Singer, o novo acionista da EDP?

Paul Singer adora comprar ativos problemáticos. Ganhou o gosto no final dos anos 70 quando constituiu o fundo para gerir o património da família. Já ganhou e perdeu milhões em todo o mundo, incluindo Portugal.

Glovo celebra primeiro aniversário com entregas a 1 euro

A startup espanhola celebra o seu primeiro ano de atividade, e como recompensa, todas as entregas de restaurantes realizadas durante esse dia terão um custo de 1 euro.
Comentários