Apreendidos três covos ilegais na Reserva Natural do Garajau

Os covos são armadilhas com engodo para pesca que são consideradas ilegais na Reserva do Garajau.

Uma equipa de vigilantes da natureza do Instituto das Florestas e Conservação da Natureza (IFCN) apreendeu três covos ilegais, que são armadilhas com engodo para pesca, que estavam localizados na Reserva Natural do Garajau.

A apreensão resultou de uma denúncia particular, que levou esta equipa de vigilantes a fazer uma busca em mergulho de apneia que veio a detectar os covos, que são considerados ilegais na Reserva do Garajau.

Não foi possível identificar os autores destes covos mas as armadilhas, refere o IFCN, vão ser destruídas.

A Reserva Parcial do Garajau estabelece uma área protegida que vai desde a Ponta do Lazareto até à Ponta da Oliveira.

 

Recomendadas

CDS quer estatuto de Ultraperiferia na União Europeia

Fernanda Cardoso, do PSD, diz que o projeto apresentado na Assembleia Legislativa da autoria do CDS, não traz “nada de novo” e que se limita a ser “um decalque” da Declaração Final da Conferência dos Presidentes das RUP, que se reuniram em novembro do ano passado.

Fundos europeus não são um “eldorado”, diz Raquel Coelho

Já José Manuel Rodrigues, diz que é inegável afirmar que “vamos continuar a precisar como de pão para a boca” dos fundos da União Europeia.

Madeira vai promover evento de moda com 10 estilistas na Festa da Flor

O evento vai realizar-se a 11 de maio na Praça do Povo e tem como objectivo desenvolver uma colecção inspirada em flores e insere-se numa estratégia de renovação e enriquecimentos dos cartazes turísticos da Madeira.
Comentários