Apreendidos três covos ilegais na Reserva Natural do Garajau

Os covos são armadilhas com engodo para pesca que são consideradas ilegais na Reserva do Garajau.

Uma equipa de vigilantes da natureza do Instituto das Florestas e Conservação da Natureza (IFCN) apreendeu três covos ilegais, que são armadilhas com engodo para pesca, que estavam localizados na Reserva Natural do Garajau.

A apreensão resultou de uma denúncia particular, que levou esta equipa de vigilantes a fazer uma busca em mergulho de apneia que veio a detectar os covos, que são considerados ilegais na Reserva do Garajau.

Não foi possível identificar os autores destes covos mas as armadilhas, refere o IFCN, vão ser destruídas.

A Reserva Parcial do Garajau estabelece uma área protegida que vai desde a Ponta do Lazareto até à Ponta da Oliveira.

 

Recomendadas

Mais de 10 anos após primeiras reivindicações ainda não há lei das tatuagens, alerta Deco

Nas visitas realizadas pela nossa equipa da revista PROTESTE a estúdios de tatuagens verificou-se que tatuar a pele de um menor sem a autorização dos pais não levanta qualquer constrangimento a muitos profissionais.

PAN quer no mínimo dois deputados na Assembleia da Madeira

As bandeiras do partido são a saúde, o combate à corrupção e tráfico de influências, a luta contra a pobreza e uma linha marítima entre a Madeira e o continente.

Aliança quer eleger cidadãos e não políticos de profissão

O candidato refere que em sede de parlamento tudo é negociável e que o seu compromisso é fazer cumprir o programa de governo, mas que não tem pretensões de ir para governo, “a não ser que ganhemos as eleições”.
Comentários