Aquecimento global: ONU alerta que metas do Acordo de Paris vão ser ultrapassadas em 2040

Como parte do Acordo de Paris, 195 países decidiram “prosseguir os esforços para limitar o aumento da temperatura a 1,5º C acima dos níveis pré-industriais”.

As metas relativas ao aquecimento global estabelecidos do Acordo de Paris poderão ser ultrapassados em 2040, segundo um relatório da Organização das Nações Unidas (ONU), a que a agência Reuters teve acesso. A organização acredita que o risco de os governos não conseguirem limitar o aquecimento a 1,5º C é “muito elevado”.

Para conseguirem atingir este objetivo seria necessário “eliminar dióxido carbono da atmosfera”, através de uma transição dramática e sem precedentes do atual uso de combustíveis fósseis, de acordo com o relatório preliminar dos cientistas do Intergovernmental Panel on Climate Change (IPCC), da ONU.

Como parte do Acordo de Paris, foi tomada a decisão de “prosseguir os esforços para limitar o aumento da temperatura a 1,5º C acima dos níveis pré-industriais”. No total, 195 países assinaram o acordo e 173 tomaram parte do documento, que visa reduzir as emissões globais de carbono e conter o aquecimento global.

No entanto, o presidente dos EUA, Donald Trump, retirou os EUA do acordo no ano passado, afirmando que colocou os trabalhadores americanos – particularmente na indústria do carvão – em “desvantagem económica”. A versão final, que ainda poderá sofrer alterações, será publicada em outubro.

Recomendadas

Marcelo Rebelo de Sousa reúne-se com Guterres no domingo e discursa quarta-feira na ONU

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai encontrar-se com o secretário-geral das Nações Unidas (ONU), António Guterres, no domingo, em Nova Iorque, onde irá discursar na 73.ª sessão da Assembleia Geral desta organização, na quarta-feira.

OPEP reduz produção de petróleo face à queda da oferta iraniana devido às sanções dos EUA

Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) baixou a produção de petróleo no mês de agosto, já que as medidas norte-americanas arruinaram a tentativa de elevar a produção para os níveis acordados.

Vaticano e China assinam acordo para a nomeação de bispos católicos romanos

O acordo conjunto foi alcançado este sábado, 22 de setembro, sobre a nomeação de bispos católicos romanos, embora alguns críticos afirmem que o mesmo é vendido ao governo comunista.
Comentários