Arcebispo de Washington apresenta renúncia após escândalo sexual com menores

O Papa Francisco aceitou a renúncia do arcebispo de Washington, o cardeal Donald Wuerl. O cardeal norte-americano tinha visto o seu nome envolvido em dois escândalos de pedofilia nos últimos meses.

America Magazine

O cardeal arcebispo Donald Wuerl de Washington, apresentou a renúncia ao Papa Francisco e foi aceite. A renúncia vem semanas depois do nome do arcebispo e um dos líderes mais poderosos da Igreja Católica, estar envolvido em dois escândalos de abuso de menores, avança o ”NPR”, esta sexta feira, 12 de outubro.

As acusações mais sérias contra Wuerl ocorreram durante o seu mandato como bispo de Pittsburgh, entre 1988 e 2006. Segundo a agência noticiosa, o nome do cardeal foi repetidamente mencionado no relatório de cerca de 900 páginas do júri, acusando-o de transferir padres abusivos entre paróquias e de não informar outros líderes da igreja.

Várias vítimas de abuso sexual há muito que pedem a renúncia de Wuerl e esses pedidos tornaram-se mais frequentes após um relatório que descreve cerca de ”300 crimes” com ”padres predadores” de Pensilvânia, alguns sob a supervisão de Wuerl, avança a noticia.

O arcebispo afirmou que a sua saída vai permitir que a igreja “se concentre na cura e no futuro. Vai permitir que a Igreja local avance”. O cardeal ainda acrescentou: “Mais uma vez para qualquer erro no julgamento, peço desculpas e peço perdão”.

Wuerl, atualmente com 77 anos, já tinha tecnicamente apresentado a sua renúncia quando completou 75 anos, assim como fazem todos os bispos e cardeais católicos. Contudo, em raras exceções, alguns elementos da Igreja Católica são autorizados a permanecer em funções até aos 80 anos. Ainda que desde há uns anos tenha mantido um papel relativamente discreto em Washington, a renúncia de Donald Wuerl surge como uma decisão simbólica e importante e representa a queda de um dos mais poderosos líderes católicos.

O cardeal Donald Wuerl, com um percurso de mais de 50 anos nos mais altos corredores da Igreja Católica, é um dos grandes aliados do Papa Francisco e está incluído no reduzido grupo do Vaticano que escolhe os novos bispos, para além de ser um dos apenas dez cardeais norte-americanos.

Ler mais
Recomendadas

Movimento dos ‘coletes amarelos’ continua a diminuir com desorganização em Paris

O movimento dos “coletes amarelos” continua a perder fôlego, contando este sábado com cerca de 12.500 manifestantes em toda a França, segundo o Ministério do Interior, e 2.100 manifestantes em Paris, em pequenos desfiles dispersos pela capital.

Comissão política do ADI expulsa presidente eleito hoje em congresso em São Tomé

A comissão política do partido Ação Democrática Independente (ADI), na oposição em São Tomé e Príncipe, decidiu expulsar 14 militantes, incluindo Agostinho Fernandes, hoje eleito presidente do partido, por aclamação, num congresso que aquele órgão não reconhece.

Sismo de magnitude de 5,1 registado no Japão

Um abalo sísmico com uma magnitude de 5,1 na escala aberta de Richter foi hoje sentido na capital do Japão, Tóquio, não havendo informação sobre vítimas ou danos materiais elevados.
Comentários