Arrendar casas que eram para alojamento local vai trazer benefícios fiscais

No Orçamento do Estado para 2018 está prevista apenas uma suspensão das mais-valias. O Executivo quer ir mais longe, para “incentivar os proprietários” a favorecer o arrendamento habitacional em detrimento da atividade empresarial em torno do arrendamento temporário a turistas, uma vez que a oferta e os preços estão elevados no primeiro mercado.

O Governo pretende que os proprietários que coloquem em arrendamento habitacional imóveis que eram destinados a atividade empresarial tenham isenção de mais-valias, apurou o Jornal de Negócios.

Na edição desta terça-feira, o matutino dá conta as casas usadas para alojamento local – aqueles que prestam serviços de alojamento temporário a turistas, mediante remuneração – e que passem a ser arrendadas para habitação permanente ficarão isentas do pagamento de mais-valias.

No Orçamento do Estado para 2018 está prevista apenas uma suspensão das mais-valias. No entanto, vai entrar em consulta pública, no período de alguns dias, um pacote de medidas previstas na Nova Geração de Políticas de Habitação, onde está abrangida esta norma, de acordo com a informação que foi confirmada ao diário de economia pela secretária de Estado da Habitação, Ana Pinho.

O objetivo é “incentivar os proprietários” a favorecer o arrendamento habitacional em detrimento da atividade empresarial em torno do arrendamento temporário a turistas, uma vez que a oferta e os preços estão elevados no primeiro mercado.

Relacionadas

‘Nova Mudança’ denuncia senhorios que não passam recibos

A candidatura pretende fazer um levantamento de todas as casas, apartamentos e quartos alugados e fazer chegar uma lista dos senhorios infratores às entidades competentes.

Senhorios com rendas acessíveis vão ter isenção de IRS e diminuição do IMI

Os senhorios que coloquem as suas habitações a arrendar a preços mais baixos do que os praticados no mercado terão benefícios fiscais, como a isenção do IRS e o pagamento de apenas 50% do IMI, uma redução que pode mesmo chegar aos 100%

Diário da República confirma subida das rendas no próximo ano

As rendas vão aumentar 1,12% em 2018, de acordo com os dados da inflação, que servem de referência ao coeficiente de atualização anual das rendas, divulgado a 12 de setembro pelo Instituto Nacional de Estatística.
Recomendadas

Ligações fluviais entre Barreiro e Lisboa não estão asseguradas na manhã e início da tarde deste sábado

Entre as 7h25 e as 14h55, no sentido entre o Barreiro e Lisboa, e entre as 7h55 e às 15h25, no sentido contrário, as ligações não estão asseguradas, estando os horários “sujeitos a confirmação”, diz Soflusa em comunicado.

Irão anuncia captura de petroleiro britânico

Esta situação acontece no mesmo dia em Gibraltar estendeu por trinta dias o período de retenção do petroleiro iraniano Grace 1, retido há quase duas semanas neste território por suspeitas transporte de crude para a Síria.

Azeredo Lopes sabia desde o início do “encobrimento”, diz despacho do MP sobre Tancos

Segundo o despacho do MP, os procuradores do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) sustentam que, em agosto de 2017, dois meses antes do “achamento”, Azeredo Lopes teve uma reunião no Ministério da Defesa com o ex-diretor da Polícia Judiciária Militar, Luís Vieira, na qual foi informado – e deu o aval – do plano para a recuperação do material.
Comentários