As quotas puseram-nas no ‘board’. E agora?

A academia corporativa da Vieira de Almeida, em parceria com a Porto Business School e PWN, lançou o Programa Executivo “Women on Boards”.

Cristina Bernardo

Margarida Couto chegou à Vieira de Almeida & Associados (VdA) em 1988 e foi a primeira sócia, mulher, da sociedade de advogados. Nunca se sentiu inferior e admite que, em toda a carreira, “nunca tinha pensado na diversidade até agora”. Depois de se começar a interessar sobre paridade de género apercebeu-se de que “havia muitas organizações com o célebre ‘telhado de vidro’, em que as mulheres não conseguiam atingir o topo”.

Daí até ao Programa Executivo “Women on Boards”, o novo curso da VdA Academia para preparar os quadros femininos das empresas privadas e públicas para integrarem órgãos de administração e desenvolver competências daquelas que já exercem esse tipo de funções, numa lógica de fit-and-proper, foram só uns passos.

Artigo publicado na edição semanal do Jornal Económico. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

Recomendadas

Ordem dos Advogados propõe quotas mais baixas e novo escalão para mais novos

Consulte aqui os valores propostos para o próximo ano, a entrar em vigor a partir de 1 de janeiro de 2019. Segundo esta entidade, a decisão deve-se à “reivindicação” dos profissionais devido ao “elevado valor das quotas dos seus associados individuais”.

Ordem dos Advogados propõe redução de quotas em 2019

A Ordem dos Advogados elaborou uma proposta de redução anual das quotas dos advogados num total de 1,2 milhões de euros, que será discutida em assembleia geral extraordinária a 15 de outubro.

Sonae pretende colocar 25% do negócio do retalho em bolsa

A IPO será composta por uma oferta pública a investidores qualificados e não qualificados em Portugal, bem como uma oferta particular internacional a investidores institucionais, anunciou a retalhista.
Comentários