Associação de Castro Verde oferece roupas a alunos cabo-verdianos

A oficina de costura solidária da Associação Sénior Castrense doou 90 vestidos e 30 calções a alunos de Planalto Norte e Casa de Meio, no Porto Novo.

Alunos necessitados do Planalto Norte e Casa de Meio, no Porto Novo, foram contemplados com uma coleção de roupas, oferecida pela oficina de costura solidária da Associação Sénior Castrense (ASC), em Castro Verde (Portugal). Trata-se de 90 vestidos e 30 calções que vão ser entregues esta semana aos alunos, através da Associação para Defesa do Património de Mértola (ADPM), uma organização não-governamental portuguesa que tem estado nas últimas duas décadas a promover projetos no município do Porto Novo.

“A oficina de costura solidária da ASC entregou à ADMP 90 vestidos e 30 calções que serão entregues aos alunos necessitados das escolas do Planalto Norte e Casa de Meio, em Santo Antão”, lê-se numa nota dessa associação, que informou ainda que, “brevemente”, uma doação idêntica chegará, também, a Moçambique.

A ADPM tem sido, nos últimos 20 anos, “uma grande parceira” do Porto Novo, pelos vários projectos já desencadeados em prol do desenvolvimento deste município, acção que, também, tem sido reconhecida pelo Sistema das Nações Unidas.

O presidente da câmara do Porto Novo, Aníbal Fonseca, aproveitou o arranque do projeto “Jovens agricultores da Casa de Meio”, em dezembro, para destacar esta associação pelo seu “grande contributo” dado, até agora, ao processo de desenvolvimento deste concelho.

A ADPM promoveu já vários projetos no município do Porto Novo, sobretudo, nos domínios do ambiente, abastecimento de água, agricultura e eletrificação, além da criação de mais de uma dezena de centros comunitários, em todo o concelho. A ação desenvolvida no concelho do Porto Novo, esses anos, já valeu à ADPM duas distinções (2013 e 2015), por parte da Convenção da Nações Unidas para o Combate Desertificação, pelos seus “contributos dados para a gestão sustentável das terras em Cabo Verde”.

Essa associação foi distinguida, sobretudo, pelos projetos desenvolvidos em Chã de Norte e Martiene, que consistiram na instalação de um sistema de energias renováveis para captação e bombagem de água para rega e na formação dos agricultores em áreas como a agricultura sustentável e energias renováveis.

De entre os projetos já desencadeados, se destacam os sistemas hidroagrícolas da Casa de Meio, Chã de Norte, Martiene, o abastecimento de água e a eletrificação e Planalto Norte, com base em energias renováveis, alem do projeto “Jovens agricultores” de Casa de Meio, lançado no mês passado.

Ainda no âmbito da cooperação entre Porto Novo e a ADPM, Santo Antão está, igualmente, a beneficiar, neste momento, de um projeto ligado ao turismo sustentável, cofinanciado em cerca de 500 mil euros (cerca de 55 mil contos), pela União Europeia.

A ADPM, com quase 40 anos de vida, incide a sua atuação na capacitação dos indivíduos e na promoção dos recursos endógenos.

 

Ler mais
Recomendadas

IEFP anuncia maior programa de estágios profissionais em Cabo Verde

Trata-se de um programa que visa uma melhor inserção dos jovens recém-formados no mercado de trabalho, segundo este responsável, que explicou que este instrumento define os subsídios de estágio para jovens com licenciatura e com formação profissional.

Governo de Cabo Verde quer Santo Antão como “ilha pioneira” no turismo responsável

O executivo cabo-verdiano já prometeu, através do Fundo do Turismo, disponibilizar, nos próximos três anos, “recursos substanciais” para investimentos no turismo em Santo Antão.

CPLP cria fundo especial para apoiar Moçambique

A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa vai criar um fundo especial para apoiar as vítimas do ciclone Idai em Moçambique, anunciou o presidente em exercício da organização e embaixador de Cabo Verde em Lisboa, Eurico Monteiro.
Comentários