Associação vai propor criação de lista negra dos devedores da luz e gás

A Associação de Comercializadores de Energia no Mercado Liberalizado alerta que existem clientes que saltam de contrato em contrato para não pagar a fatura. “Não existe controlo ao turista energético”, avisa o presidente Ricardo Nunes.

A Associação de Comercializadores de Energia no Mercado Liberalizado (ACEMEL) vai propor à Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) a criação de uma lista negra dos devedores da luz e do gás, revela o “Jornal de Notícias” (JN) na edição desta terça-feira.

“Não existe controlo ao turista energético. Temos dificuldades legais para controlar este fenómeno, acrescidas desde que existe Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados”, explica Ricardo Nunes, presidente da ACEMEL, em entrevista ao JN.

O dirigente associativo alerta que existem clientes que saltam de contrato em contrato para não pagar a fatura, acabando por acumular dívidas que, ao fim de seis meses, prescrevem. “As empesas mais pequenas são as que mais sofrem com isso (…). Na EDP, como tem muitos clientes, não faz tanta mossa”, afirma Ricardo Nunes.

A ACEMEL representa 13 empresas de electricidade e gás, mais de metade dos 24 comercializadores ativos no país. O aviso face a este problema no controlo de dívidas foi dado por agentes do mercado como Luzigás, Logica Energy e Rolear Viva, de acordo com o mesmo jornal.

Recomendadas

Tem carro a gasóleo? Vem aí novo aumento na próxima semana

Já a gasolina vai sofrer uma descida pela segunda semana consecutiva.

Premium“A classe média ainda não pode viver em Lisboa”

CEO e fundador da Essentia explica que, apesar de existir uma estabilização dos preços no mercado da reabilitação urbana, os portugueses que chegam ao centro histórico da cidade pertencem à “classe média alta e alta”.

Governo reforça camas para universitários

No âmbito do Plano Nacional para o Alojamento no Ensino Superior, as regiões do país ampliam a oferta de residências.
Comentários