Atlantia compra 15,5% do Eurotúnel por 1.056 milhões de euros

A empresa italiana Atlantia adquiriu uma participação de 15,5% no capital social do Eurotúnel (a ligação ferroviária subterrânea entre a França e o Reino Unido), tendo pago 1.056 milhões de euros. A participação foi comprada a um veículo de investimento controlado pela Goldman Sachs Infrastructure.

A empresa italiana Atlantia adquiriu uma participação de 15,5% no capital social do Eurotúnel (a ligação ferroviária subterrânea entre a França e o Reino Unido), tendo pago 1.056 milhões de euros. A participação foi comprada a um veículo de investimento controlado pela Goldman Sachs Infrastructure.

Detida pela família Benetton (cujos negócios estão centrados na indústria do vestuário), a Atlantia anunciou ontem a operação de compra, através da qual entra no setor das infraestruturas ferroviárias. No entanto, esta compra por parte da Atlantia está pendente de uma outra operação em curso, a Oferta Pública de Aquisição (OPA) que lançou sobre a Abertis, em Espanha.

A administração da empresa italiana já emitiu um comunicado no qual garante que a compra da Atlantia não vai afetar a OPA sobre a Abertis. “Não são operações alternativas, são totalmente diferentes e podemos realizar as duas operações ao mesmo tempo, tanto do ponto de vista financeiro como estratégico,” assegurou.

Recomendadas

Wall Street espera por novo corte das taxas de juro e fecha em alta

Depois da reunião de amanhã, quarta-feira, espera-se que Jerome Powell, presidente da Fed, anuncie novo corte da federal funds rate em 25 pontos base, para um intervalo entre 1,75% a 2%.

Ministro da Economia anuncia incentivo à inovação a empresas de Setúbal

O Ministro da Economia revelou esta terça-feira que o Governo deverá anunciar ainda esta semana um incentivo à inovação, com uma majoração de 10% face aos apoios existentes, dirigido às Pequenas e Médias e Micro Empresas da Península de Setúbal.

Programa Capitalizar já fez chegar 8 mil milhões de crédito às empresas

As linhas do Programa Capitalizar fizeram chegar às empresas oito mil milhões de euros de crédito, disse hoje o ministro da Economia, sublinhando que o financiamento vai ser um dos maiores desafios do tecido empresarial nos próximos anos.
Comentários