Atlantia compra 15,5% do Eurotúnel por 1.056 milhões de euros

A empresa italiana Atlantia adquiriu uma participação de 15,5% no capital social do Eurotúnel (a ligação ferroviária subterrânea entre a França e o Reino Unido), tendo pago 1.056 milhões de euros. A participação foi comprada a um veículo de investimento controlado pela Goldman Sachs Infrastructure.

A empresa italiana Atlantia adquiriu uma participação de 15,5% no capital social do Eurotúnel (a ligação ferroviária subterrânea entre a França e o Reino Unido), tendo pago 1.056 milhões de euros. A participação foi comprada a um veículo de investimento controlado pela Goldman Sachs Infrastructure.

Detida pela família Benetton (cujos negócios estão centrados na indústria do vestuário), a Atlantia anunciou ontem a operação de compra, através da qual entra no setor das infraestruturas ferroviárias. No entanto, esta compra por parte da Atlantia está pendente de uma outra operação em curso, a Oferta Pública de Aquisição (OPA) que lançou sobre a Abertis, em Espanha.

A administração da empresa italiana já emitiu um comunicado no qual garante que a compra da Atlantia não vai afetar a OPA sobre a Abertis. “Não são operações alternativas, são totalmente diferentes e podemos realizar as duas operações ao mesmo tempo, tanto do ponto de vista financeiro como estratégico,” assegurou.

Recomendadas

Confiança dos consumidores volta a aumentar em junho

O saldo das expectativas relativas à evolução da situação económica do país aumentou em junho, após ter diminuído ligeiramente no mês precedente, revela esta quinta-feira o INE.

Igreja quer transformar antigos seminários em residências universitárias

Segundo o secretário de Estado do Ensino Superior, o objetivo é dar resposta “imediata e robusta, logo no início do próximo ano letivo”, revelando a impossibilidade de ter 12 mil camas novas já em setembro.

Joana Marques Vidal fala segunda-feira na SEDES sobre “a corrupção e autonomia do Ministério Público”

O evento enquadra-se no Ciclo de Debates “Ao fim de tarde na SEDES com quem sabe”, do qual o Jornal Económico é ‘media partner’. Na palestra, anterior, que decorreu a 24 de junho, o antigo Presidente da República, Ramalho Eanes, alertou que a corrupção “grassa pela sociedade”.
Comentários