Autor
Agostinho Lopes, Membro do Comité Central do PCP
Artigos

Como idoso, acho repugnante

Os responsáveis pelos Pacto de Estabilidade e Orçamental, Tratados de Maastricht e de Lisboa, pelo euro e seus dogmas monetaristas e neoliberais agora choram lágrimas de crocodilo pelos velhinhos.

A superfície mais baixa em cem anos

Dizia-se que a nossa pertença à UE e a liberalização do comércio mundial deveriam expurgar das nossas preocupações qualquer problema com o abastecimento alimentar do país. Vê-se…

25 de Abril sempre!

O vírus foi uma oportunidade de oiro. Não sabendo o que dizer – não ia dizer bem do SNS – o CDS descobriu a pólvora: que tal comemorar o 25, não comemorando!?

Repugnante (II)

Entre decisões do Eurogrupo e de outros órgãos da UE, uns anunciam como somar dívida à dívida e outros antecipam o que aí vem para Portugal pagar a dívida.

Repugnante

A União Europeia desnuda-se, desmascara-se sempre que as crises a atingem. Esta pandemia põe a nu e sublinha mais uma vez todas as suas imposturas.

Mistério

As obras de dois oficiais generais das Forças Armadas Portuguesas, de reconhecido mérito militar e não só, sobre os Balcãs continuam sob um silêncio mediático de chumbo. Porquê?
Ver mais artigos