Autor
Alexandre Meireles, Presidente da ANJE – Associação Nacional de Jovens Empresários
Artigos

O orçamento que ninguém desejava fazer

Estou convencido de que o orçamento poderia ir mais longe nos estímulos ao crescimento económico, sem comprometer o esforço social e o equilíbrio das contas públicas.

Sem empresas não há recuperação nem resiliência

Compreendem-se as cautelas do Governo. Mas esperar-se-ia que os novos fundos europeus compensassem a falta de bazuca do Estado português, e isso parece não estar a acontecer.

Compromissos políticos para travar a crise

Portugal tem de saber gerar consensos políticos nas principais áreas de gestão orçamental. A situação do país não permite divergências insanáveis.

Da crise para a transição digital

Estão a perder-se muitos dos empregos criados nos últimos anos, em particular no sector do turismo, um dos mais fustigados pela pandemia. Trata-se, em larga medida, de empregos precários e pouco qualificados, logo mais vulneráveis às flutuações da conjuntura económica.

Preparar o Estado para a “bazuca” da UE

Para não se repetirem erros, é indispensável proceder-se à simplificação dos processos de candidatura, avaliação e execução dos projetos no âmbito dos novos programas comunitários.

Finalmente o “banco bom”?

Tão ou mais importante que o capital disponível é a estratégia para o aplicar, de forma a garantir um impacto positivo na tesouraria, no investimento e na competitividade das empresas.
Ver mais artigos