Autor
Bernardo Silva Câncio, BiG - Banco de Investimento Global
Artigos

Não há bolha no mercado imobiliário

Os preços vão provavelmente manter-se altos nos centros de Lisboa e do Porto no futuro próximo, principalmente se as taxas de juro se mantiverem tão baixas.

Carta ao Senhor Dólar (II)

A valorização do dólar deprime o sentimento dos investidores internacionais, que podem retirar investimento de economias saudáveis sem grande motivo para isso e, dessa forma, causar-lhes danos desnecessários.

Redes sociais, o tabaco dos ‘millenials’

Quedas de preço geraram nervosismo em relação às avaliações acionistas do setor tecnológico global.

“Por agora”

Das duas, uma: ou as taxas de longo prazo sobem de maneira a que a curva fique mais inclinada, ou a Reserva Federal vai ter que abrandar o ritmo de subidas a não forçar a temida inversão da curva de taxas de juro.

O investidor ‘mindful’

É importante que o investidor aprenda a abstrair-se das distrações do presente e tenha uma consciência plena das tendências estruturais.

Cenário base: por enquanto é só ruído

De um modo geral, aqueles que eram apontados como dos principais riscos no início de 2018, têm vindo a materializar-se de forma mais ou menos rápida.
Ver mais artigos