Autor
Bruno Alves, Politólogo
Artigos

Ver Portugal pela televisão

A sensação de falência da representação institucional dos cidadãos está presente nas mais diversas esferas e os discursos de circunstância a condenar o fenómeno não vão resolver nada.

Hitler e o coronavírus

Governar, e julgar os governos, é como pilotar um avião sem a ajuda de um aparelho de navegação e sem nunca se poder saber se chegámos onde queríamos chegar.

Abrir ou fechar

Eis a nossa tragédia: precisamos de pôr fim ao confinamento mas talvez não seja possível fazê-lo; e, ao mesmo tempo, não podemos “reabrir” mas temos de o fazer. Aprender com Singapura?

1918 e 2020

O grande problema que enfrentamos com a covid-19 é sabermos apenas o que se passou no passado, e só podermos fazer conjeturas quanto ao que poderá ser o futuro.

Anormalidade social

Não estamos à beira do fim do mundo, a nossa vida vai voltar ao normal. Mas, até lá, a Covid-19 terá custos para todos, e o pior é que não sabemos quão grandes eles serão.

Vasco Pulido Valente

No dia em que “chegou” o “25 de Abril”, chegou “a tempo”. Ele e a sua geração “andavam pelos trinta anos”, estavam “arrumados” numa qualquer “profissão”, e tinham a vida pela frente. “Íamos”, escreveu ele décadas mais tarde, “finalmente mudar Portugal”. Não mudaram grande coisa.
Ver mais artigos