Autor
Carlos Branco, Major-general e Investigador do IPRI-NOVA
Artigos

O Brexit e o sonho do império perdido

A importância geoestratégica do Reino Unido residia particularmente no facto de conseguir estabelecer pontes entre os EUA e a Europa. Com o Brexit, perdeu essa capacidade e tornou-se menos útil para os EUA.

O futuro da NATO no Iraque

Não é por acaso que Trump acusou a NATO de obsolescência. Não por querer terminar com a Aliança, como defendido por muitos analistas, mas por não ser suficientemente utilizada nas ‘suas guerras’, e assim contribuir para aliviar o erário americano.

Afinal Trump é ou não é um isolacionista?

Trump abandonou alguns temas muito caros aos liberais, mas a sua administração está comprometida na competição geopolítica com os seus diretos competidores, e a sua grande estratégia permanece consistentemente hegemónica.

Irão-EUA, depois da tempestade a bonança?

Embora sejam escassas as possibilidades do Irão poder retaliar no Levante, no Iraque é diferente. A superação da crise causada pelo assassínio de Soleimani não significa que a paz esteja ao virar da esquina.

Quem ganha e quem perde com a morte de Soleimani?

A crise causada pelo assassínio de Soleimani contribuiu para reforçar o poder dos falcões em Teerão e comprometer o relacionamento dos EUA com as autoridades iraquianas, ressentidas por não serem informadas da operação militar.

NATO, Rússia e o dilema de segurança

Macron chamou a atenção para a necessidade de se contar com a Rússia na resolução de muitas questões internacionais, independentemente das divergências. De facto, não há benefícios em tornar a Rússia um estado pária.
Ver mais artigos