InícioNotícia escrita porEduardo Teixeira, Economista, Antigo Deputado-Comissão Parlamentar,Economia e Finanças na AR

O debate em torno do emprego precário ou da valorização salarial é muito necessário, quer seja no privado quer no público, mas tem de ser um debate bem sério e não uma conversa com fim eleitoral.

São quase quatro mil milhões de euros que têm de ser executados para bem da nossa economia e também uma oportunidade para o Banco de Fomento fazer prova de vida.

A Europa investe nas nossas infraestruturas ferroviárias para, em 2019, se tornar num mercado livre para operadores, mas a nossa CP não se preparou ainda para esta nova complexidade.

Há muitos anos que se fala da necessidade de um outro aeroporto na região de Lisboa, mas não parece ocorrer a ninguém que o Aeroporto de Beja poderia representar uma alternativa viável.

A criação de quotas representa uma inaceitável interferência do Estado no mercado e na alocação de recursos patrimoniais.

O líder do PSD tem de assumir desde já que o partido vai votar contra o próximo Orçamento e acabar com as especulações sobre o “espírito de bloco central" que existe entre Costa e Rio.

A folga orçamental terminou, a poupança pública não existe e o Governo já não tem dinheiro para pagar as suas promessas nem para satisfazer as reivindicações da gerigonça.

Segundo um estudo do IPAM, o impacto económico de uma vitória de Portugal traria um retorno de cerca de 700 milhões. São muitos os sectores da economia que beneficiam quando Portugal marca e ganha.