Autor
Filipe Alves
Diretor
falves@jornaleconomico.pt
Artigos

Como seria Portugal sem jornalismo?

É a hora da verdade. Vamos passar das palavras aos atos ou ficar por boas intenções e palavras bonitas?

Clubes da Primeira Liga querem pagamentos antecipados por jogos que podem não se realizar, mas patrocinadores recusam

“Todos os clubes têm o mês de março completamente pago, havendo mesmo casos com adiantamentos na sua posse: 14 jogos pagos para 12 realizados”, disse uma fonte próxima dos patrocinadores, ouvida pelo Jornal Económico.

A banca é decisiva para salvar Portugal da crise, mas haverá coragem para isso?

A crise económica causada pela Covid-19 é a oportunidade de ouro para o setor financeiro se redimir dos escândalos da última década e para demonstrar por que razão deve ser resgatado pelos contribuintes, quando necessário. Uma forma de o fazer seria através de créditos a custo zero para empresas em dificuldades, com garantia estatal e a possibilidade de se transformarem em financiamentos a fundo perdido, como sugere Draghi.

“O tempo que o ‘lockdown’ vai durar e o grau de destruição da atividade económica” serão cruciais, alerta Moreira Rato

João Moreira Rato, chairman do Banco CTT e ex-presidente do IGCP, considera que “o sofrimento económico deverá estar muito concentrado no tempo, pelo que a recuperação pode ser maios ou menos rápida: algures entre o formato V e o formato L”.

Agostinho Miranda: “Acordar deste pesadelo vai ser lento e traumático”

O advogado, fundador da Miranda & Associados, alerta para a potencial subida na taxa de desemprego e da falência de PME.

“O choque após a presente situação deverá ser muito relevante”, diz Bastonário da Ordem dos Economistas

Rui Leão Martinho salienta a necessidade de os decisores estarem “atentos e não deixar de antecipar o que for possível em termos de medidas a adoptar e apoios a conceder”.
Ver mais artigos