Autor
Francisca Guedes de Oliveira, Docente da Católica Porto Business School
Artigos

Finalmente o teletrabalho!

Para o teletrabalho não voltar a desaparecer e poder crescer e transformar-se, transformando as instituições, tem que haver regulação.

Quem paga a crise?

A desigualdade na distribuição do rendimento e da riqueza é assustadoramente elevada e aumenta de forma galopante. E a crise parece funcionar como adubo para este crescimento.

Na Europa, ninguém nos ouve berrar!

A Comissão demorou meses a assinar os contratos de compra das vacinas. Misturou, numa negociação interminável, a burocracia de Bruxelas com a austeridade alemã. O preço a pagar está a ser caro.

Menos por menos dá mais

Se queremos uma sociedade inclusiva, cada vez menos discriminada e discriminatória, devemos tomar decisões de política pública que diminuam o enviesamento nos processos de decisão.

Sete anos escravo!

Não sou jurista e, consequentemente, não tenho soluções concretas. Mas sei que o atual sistema não funciona. Não funciona no garante de direitos dos inocentes e não funciona na célere condenação dos culpados.

Menos otimista!

As empresas que mais me preocupam são as que precisam de capital ou que dependem da abertura do mundo. A recuperação aqui será mais lenta. Os investidores vão estar apreensivos.
Ver mais artigos