Autor
João Tereso Casimiro
jcasimiro@jornaleconomico.pt
Artigos

Empresário da água e das vacinas torna-se no homem mais rico da Ásia

O património líquido de Zhong Shanshan atingiu um pico de 95 mil milhões de dólares (78,3 mil milhões de euros) no início de janeiro deste ano, e agora situa-se nos 84,7 mil milhões de dólares (69,8 mil milhões de euros), de acordo com o Índice de bilionários da “Bloomberg”.

Direitos televisivos desvalorizam quase 5 mil milhões de euros em 2020

As projeções para o futuro apontavam para o aumento do volume de negócios até chegar aos 56,1 mil milhões de dólares (46,2 mil milhões de euros) em 2022, até à pandemia do novo coronavírus ter entrado em “ação”, obrigando o desporto a adaptar-se.

Há um português e um jogador da Liga NOS entre os mais valiosos transferidos em janeiro

São vários os clubes que atravessam dificuldades financeiras devido à pandemia de Covid-19. O mercado de inverno espelha bem a falta de poder financeiro para melhorar plantéis, com um número impressionante de empréstimos a serem a solução mais “em conta”.

Transferências no futebol diminuem 5,4% em 2020. É a maior queda em 10 anos

No futebol masculino foram efetuadas mais de 17 mil operações, nas quais participaram no ano passado 4.178 clubes e 187 federações filiadas, números recorde realizados por 14.432 jogadores de 180 países.

PremiumRedes Sociais: Censura e autorregulação

A decisão de suspender ou banir Donald Trump das redes sociais trouxe uma nova realidade que está longe de ser consensual. Muitos governantes e académicos lembram que a liberdade de expressão é um direito, mas a estreita linha que separa o discurso de ódio e a desinformação, e o poder das ‘grandes tecnológicas’, geram novos desafios à democracia.

Liga francesa procura novo acordo para os direitos televisivos depois da rutura com a Mediapro

O futebol francês ficou sem o seu principal parceiro televisivo, confiando que o Canal + preencheria a vaga deixada, algo que não se concretizou. A emissora, através do seu diretor executivo Maxime Saada, anunciou que não renunciou apenas à compra dos direitos que estavam nas mãos da Mediapro, mas também informou que ia devolver à LFP o acordo de transmissão de dois jogos por dia (lote 3) que atualmente transmite, em troca de 330 milhões de euros por ano.
Ver mais artigos