Autor
João Palma Ferreira
jferreira@jornaleconomico.pt
Artigos

Covid-19: Perda de receitas na aviação civil supera valor do PIB português

Em menos de dois meses, a Covid-19 arrasou o transporte aéreo mundial, pondo em risco mais de 2,7 milhões de empregos diretos, bem como 65 milhões de empregos no resto da cadeia de valor do setor. Associação mundial IATA diz que a perda de receitas das empresas está estimada em 233,2 mil milhões de euros se a pandemia durar três meses.

Angola anuncia medidas para minimizar recessão em 2020 e prepara revisão orçamental

A ministra das Finanças de Angola, Vera Daves de Sousa, anunciou hoje a revisão do cenário macroeconómico, baixando em 20 dólares a cotação do petróleo utilizada no documento orçamental de 2020. Avançou igualmente com a utilização de 1,5 mil milhões de dólares do fundo soberano e diversas medidas de cortes, totalizando 5,1mil milhões de dólares. Tudo isto para travar a amplitude da recessão prevista para este ano.

Bondalti doa cinco toneladas de desinfetante urbano a cada uma das capitais de distrito portuguesas

Ao todo, a Bondalti diz que tem 90 toneladas de desinfetante disponíveis para doar, revelou ao Jornal Económico. Estes produtos químicos destinam-se a promover uma luta contra a Covid-19 mais eficiente em Portugal

“Re-pu-gnan-te”. Jornal “El País” destaca declarações de António Costa sobre ministro das Finanças da Holanda

Os jornais espanhóis “El País” e “El Economista” deram destaque às declarações de António Costa contra a posição “repugnante” assumida pelo ministro das Finanças da Holanda, Wopke Hoekstra, que pediu a Bruxelas uma investigação à razão pela qual Espanha e Itália dizem que não têm capacidade orçamental para enfrentar a crise da Covid-19.

Augusto Mateus: “Dar crédito às empresas não serve de nada. É preciso congelar a economia”

Economista Augusto Mateus considera que perante a crise da Covid-19 as linhas de crédito e os baixos juros não resolverão problemas aos empresários. Por isso, defende o “congelamento” da atividade económica durante um mês.

Petrolífera Chevron diz que monitoriza impacto da Covid-19 à volta do mundo e em Angola

Depois de ter suspendido a quase totalidade das suas operações em Cabinda, a Chevron de Angola diz que está a monitorizar a situação da Covid-19 no mundo.
Ver mais artigos