Autor
João Paulo Batalha, Presidente da TIAC
Artigos

Eu vou ser como a toupeira

O título da canção de José Afonso podia bem ter sido o juramento de tomada de posse de Carlos Costa. E é a razão pela qual a sua continuação no Banco de Portugal é insustentável.

Procuradora-Geral da República: E depois do adeus?

O processo de substituição de Joana Marques Vidal mostrou a força da procuradora-geral da República e a fraqueza do sistema político. Há avisos sérios e lições importantes a tirar do que se passou.

Para que servem as comissões parlamentares de inquérito?

É o ritual do habitual: a cada novo escândalo, nova comissão parlamentar de inquérito. O Parlamento marca terreno nos casos que mancham a democracia, mas o resultado dos trabalhos é sempre inócuo ou inconsequente. Insistir em tratar assuntos graves como meros palcos de teatro político degrada a credibilidade do regime.