Autor
João Reis, Investigador em Finanças e ativista do Climáximo
Artigos

Central do Pego: cortar emissões ou cortar florestas?

O plano de recuperação para a crise económica espoletada pela pandemia poderá acabar a financiar projetos privados que contribuem para o caos climático e para a destruição florestal.

Os comboios mágicos de Pedro Nuno Santos

Não se combatem alterações climáticas com projetos simbólicos e pontuais. Descarbonizar nos transportes significa um plano de cima a baixo, que contemple todos os transportes e reduza as emissões no conjunto.

Cabo delgado: as petrolíferas e a violência

Apesar da independência política alcançada pelos países do sul global, a dependência económica não cessou. E são combustíveis fósseis o que se ambiciona explorar em Moçambique, os tais cujas emissões produzem o caos climático.

O caso Marquês no capitalismo

O bem-estar comum é a razão de ser dos decisores públicos – eleitos ou não. No ato de corrupção, o decisor público renega a sua obrigação para com o interesse geral da sociedade, tornando-se cúmplice do interesse privado.

Novos aeroportos? “Jamais!”

A questão do nosso tempo não é se o aeroporto do Montijo inundará se as alterações climáticas se agudizarem. A questão é impedir que as formas de transporte provoquem esses efeitos catastróficos. E investir noutros meios, como a ferrovia, por exemplo.

Contra falsas transições energéticas: Acordo de Glasgow

Deixar o processo de descarbonização nas mãos de conselhos de administração e de processos bizantinos apenas prolongará a sucessão de narrativas que comprometem o direito a um futuro e, claro, a qualquer espécie de vida digna.
Ver mais artigos